Diga NÃO ao preconceito literário!


Olá pessoal tudo bem com vocês? O post é de hoje é um pouquinho diferente do que tenho postado aqui no blog, mas tenho visto algumas coisas nas redes sociais e resolvi comentar com vocês, saber a opinião de cada um.

Sempre fui leitora, mas nem sempre fui blogueira. Comecei a ler com livros nacionais da coleção Vaga-Lume, literatura infanto-juvenil que leio até hoje. Aos poucos fui me abrindo a novos gêneros literários, o último deles o romance, e fui descobrindo os que mais gosto (romance policial) e os que não gosto tanto assim (sick-lit). 

Quando resolvi criar o Entre Páginas, passei a ver a leitura, as resenhas e até os livros de uma maneira mais crítica; visitei vários blogs, fiz um perfil no Skoob (que ainda estou apreendendo a usar) um Instagram literário, fanpage, Twitter... Enfim, encarei esse mundo de uma nova perspectiva, e tive muito mais contato com essa nova geração leitora, e confesso que nem tudo o que vi me agradou.


Ao mesmo tempo que temos um público leitor cada vez maior, com mais interesse, e até mesmo mais divulgação e valorização da leitura, temos também, mais pessoas dispostas a julgar, apontar e recriminar o estilo de leitura de cada um, e eu, particularmente, acho isso um absurdo!

A intolerância a tudo e a todos está cada vez maior nas redes sociais, e infelizmente alcançou o mundo literário. Vejo leitores julgando uns aos outros, porque “ele só lê livro modinha”, ou então “Fulano não lê livro nacional, não valoriza a própria cultura”, “Só leu tal livro porque vai virar filme...”. Gente, pra que isso?

Hoje em dia, com tantos “obstáculos” para se criar o hábito da leitura, devíamos nos preocupar menos com o que o outro lê, e sim ficarmos felizes porque ELE ESTÁ LENDO! Não importa se o livro está na moda, se é literatura estrangeira ou nacional, se é clássico ou não. Cada um tem um gosto, e um gênero com o qual se identifica mais, e é isso o que importa! Eu entendo que alguns não gostem de clássicos, não é meu gênero preferido também, e para quem está iniciando o hábito de ler, é um gênero com uma linguagem mais complicada, que muitas vezes pode desmotivar o leitor, e não vou julgar alguém que não leia esse gênero. Da mesma forma quem lê livros eróticos, romances, dramas... É a leitura que importa. O prazer que ela trás para o leitor.

Então pessoal, vamos ser mais tolerantes, mais abertos, mais amigos! Vamos ser menos negativos, e estar abertos a novas experiências. Vamos julgar menos o que o outro lê, e ficarmos felizes simplesmente porque ele lê. 

Leitores unidos jamais serão vencidos! O importante é ler e ser feliz!

TAG: Diário do Leitor




Olá pessoal, tudo bem com vocês? Há um tempinho já que não respondo TAGs por aqui não é mesmo? Pois bem, hoje vamos mudar isso! Fui indicada pela Laila do Blog Belas Terapias, a responder a TAG Diário de Um Leitor, criada por ela mesma. Laila, obrigada por marcar! 
A TAG conquiste em responder algumas perguntas sobre a sua “Vida Literária”, e as únicas regras são:

Marcar quem criou a TAG
 Indicar alguns blogs para responder também.

Então, vamos as minhas respostas!

[RESENHA]: O Garoto dos Olhos Azuis - Raiza Varella (Trilogia Encantados #01)

Título: O Garoto dos Olhos Azuis
Autor(a): Raiza Varella
Editora: Pandorga
Ano de lançamento: 2014

Sinopse: "O príncipe encantado existe?
Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella."



Ah, que leitura maravilhosa foi essa! Acredito que existem momentos certos para cada leitura, e não pude escolher momento melhor para ler O Garoto de Olhos Azuis. Fui conquistada pela capa e sinopse (amante de romances falando novamente), e após ler inúmeras resenhas, minhas expectativas quanto à obra estavam bem altas, e claro foram mais que superadas! Queria uma leitura que prendesse a partir da primeira página, me arrancasse risos e lágrimas, me fizesse rir igual boba e torcer muito por um final feliz, e O Garoto foi tudo isso e muito mais. Agradeço a Raiza pela oportunidade de ler essa obra maravilhosa, e não vejo a hora de ler os próximos volumes!

[PARCERIA]: Autora Samanta Galvão - Livro: Uma Grande Espiã



Olá amigos, tudo bom com vocês? Como essa semana tem sido de ótimas notícias, tínhamos que fechar com chave de ouro não é? Pois vamos sim! É com grande carinho que apresento a nova parceria do blog, a autora Samanta Galvão!

Sobre a autora: Samanta Galvão nasceu em 1994 em Itapira – SP, e seu nome é uma homenagem a uma personagem literária. Esta influência se mostraria determinante no futuro, já que ela desde criança é amante da escrita e da leitura e viu despertar grande habilidade para contar histórias, como esta.

(Fonte: Editora Giostri). 

Samanta é autora do livro Uma Grande Espiã, publicado em 2015 pela Editora Giostri. Ela foi muito gentil em nos conceder uma entrevista, para que possamos conhecer mais sobre ela e sua obra!



Título: Uma Grande Espiã
Autor (a): Samanta Galvão
Editora: Giostri.
Ano de Lançamento: 2015
Compre Aqui:

Sinopse: "Ana Carolina Pascoline tem 32 anos e é uma espiã muito competente, integrante da Agência de Serviço Secreto do Brasil, a ASSB. Perdeu os pais quando tinha apenas 15 anos e depois disso viveu com os avós paternos. Ela sempre trabalhou sozinha em suas missões, mas um trabalho sigiloso lhe impõe uma parceria com Theodoro Treyland, o Theo, outro dos melhores integrantes da ASSB. Conforme uma missão aparentemente simples se revela complicada e perigosa, além de diretamente relacionada ao destino de sua família e o dela própria, Ana luta contra um sentimento que surge em relação a Theo, que vai além da amizade e da parceria de trabalho."




Entrevista com Samanta Galvão

EP - Fale um pouco sobre você, Idade, de Onde é o que gosta de Fazer...
SG - Vejamos... Tenho 21 anos, nasci e moro em Itapira, interior de São Paulo. Meu nome foi em homenagem a uma personagem literária de um livro romântico de banca que minha tia leu, e me sinto honrada em compartilhar esse nome com uma mulher tão forte quando Samantha Chatham. Sou viciada em filmes e séries. Meus estilos musicais já variaram muito e penso que o kpop é o estilo que vou levar para o resto da minha vida. Gosto de reunir uma galera para assistir a um filme, ou simplesmente ficar sozinha lendo e ouvindo música. Faço tudo ouvindo música. O silêncio me incomoda. A  apesar de gostar de ficar sozinha. Contraditório não?

EP - Qual é a história do livro “Uma Grande Espiã”?
SG - Fala sobre a espiã, Ana Carolina, uma mulher determinada que tem seu trabalho reconhecido. Seu superior, Jeff, a coloca em uma missão que requer uma parceira de outro grande espião, Theodoro Treyland. A missão acaba se revelando mais complicada do que o previsto e ligada ao incêndio que matou os pais dela quando era mais nova.

EP - Como surgiu a ideia de produzir o livro?
SG - Sempre gostei da temática de espiões e pensei em trazer isso em nosso país, afinal por que não? Isso ficou em minha cabeça por alguns dias, depois Ana nasceu, Theo e a história para o livro. Uma grande espiã é uma introdução ao universo da ASSB, portanto pensei em não fazer algo muito grande logo de cara. Vou explorar muito esse universo de espiões nacionais.

EP - Algum personagem tem um pouco mais da sua personalidade? Qual?
SG - Huum... Ana é cabeça dura, assim como eu. Acho que é somente isso. Na verdade eu gostaria de ser como meus personagens.

EP - Como surgiu a vontade de escrever profissionalmente?
SG - Na verdade já escrevia fanfics e postava em sites específicos, mais nunca pensei em publicá-los. Mas, recebia o carinho dos meus leitores, elogiando minhas fanfics e percebi que esse tipo de retorno era realmente bom. Mesmo assim ainda não tinha caído minha ficha de como amava escrita. Lembro exatamente do dia que a ficha caiu. Estava lendo um livro, cuja personagem era escritora e ela descreveu o que era a escrita, porque amava escrever. Lembro-me que pensei: “Sinto a mesma coisa! Amo escrever! Então... Serei escritora!” Antes disso, eu não tinha nenhum sonho e a partir daquele momento fiz de tudo para realizar meu primeiro sonho.

EP - Qual foi a maior dificuldade encontrada para publicar o seu livro?
SG - Pesquisei muito, conversei com escritores que me ajudaram muito. Longos meses de pesquisas para tentar entender sobre esse processo, a maior dificuldade é ser aceito em uma boa editora e a pouca valorização do escritor nacional.

EP - Você pretende escrever outro livro? Tem algo em mente?
SG - Tenho vários livros em mente e pouco tempo para escrevê-los! Rsrs. Quando Uma grande espiã estava em processo de publicação (durou um ano), comecei a trabalhar em uma série de quatro volumes. Assim que terminar a série, vou começar a trabalhar na continuação de Uma Grande Espiã.

EP - Quais dicas você dá para quem quer iniciar a carreira de escritora?
SG - Escreva sem medo! Pesquise muito bem e converse com outros escritores, pedindo-lhes opiniões, dicas ou para esclarecer alguma dúvida. Fazer isso me ajudou muito! Acredite em sua história! Porque se você não reconhecer o potencial dela, quem mais irá?

EP - Quais são os amores e as dores dessa profissão?
SG - Vamos falar das dores primeiro, rs rs. A dor é ainda ver alguns preconceitos com a literatura nacional e isso encadeira outras dores. Porque sem o apoio de leitores, nada mais dá certo. Agora para o bem geral, os amores são numerosos! Mais vou citar o principal e o mais importante: Os leitores. Desde que escrevia fanfics, bem no começo da minha trajetória da escrita, foram os leitores que me incentivaram, com tanto carinho e paixão! Obrigada leitores viciados em fanfics! Por terem me apoiado quando ainda juntava algumas palavras para fazer uma história. Sem vocês, não estaria onde estou hoje.
E para terminar, obrigada Ana Luiza! Por me dar esse espaço e pelo convite para parceria. É uma honra estar em seu blog! 

Como fã assumida de livros policiais e romances, imaginam como estou ansiosa para essa leitura não é? E querem uma notícia maravilhosa? A Samanta disponibilizou um exemplar para sorteio! Fiquem ligados no Blog que assim que sair a resenha falo também sobre o sorteio do livro!

Espero que tenham gostado pessoal!
Beijos e até a próxima!

Muito Obrigada!


Olá gente! Sei que o post está fora da grade, mas hoje aconteceram tantas coisas boas que tive que vir compartilhar com vocês! Comentei lá no instagram quando ganhei um sorteio do Blog da Hida, na primeira semana do ano, e o prêmio foi um layout feito pela Colorindo Design. Um tempo depois comecei a conversar com a Camila, responsável pela colorindo, e começamos a idealizar meu Layout. <3

Sou uma pessoa muito indecisa gente, a Camila vai para o céu só pela paciência que teve comigo! De última hora, mudamos praticamente todo o layout, a identidade visual, as cores, tudo! Mas finalmente conseguimos deixar o blog a minha cara, e não fazem ideia de como fiquei feliz.


Agora temos um layout lindo e muito mais agradável, cheio de fofurices para todos nós, e isso se estende a todas as redes sociais; a Camila deixou tudo lindo gente! Super indico o trabalho da Colorindo Design, a Camila não faz layouts, ela realiza sonhos, e estou muito feliz com a realização do meu!

Ah, e sobre as outras coisas maravilhosas que aconteceram essa semana:

Alcançamos + de 200 curtidas na página do blog no Facebook.
Chegamos a 1.400 seguidores no Instagram.
Somos 100 seguidores no Blog! Ebaa!

Vocês sabem como deixar uma blogueira iniciante feliz haha. Não imaginei que com menos de quatro meses de Blog teria chegado tão longe, criado laços de amizade com tantos blogueiros, e tivesse um público tão bacana, que sempre acompanha e comenta por aqui. Muito obrigada a todos vocês!

Espero continuar trazendo conteúdo que sempre agrade a todos, e como agradecimento a todo carinho, farei um super sorteio aqui no Blog, estou selecionando os mimos mais fofos e semana que vem estará no ar, aguardem!

Mais uma vez muito obrigada por tudo pessoal, e como eu sempre digo, que o Blog Cresça e Floresça cada vez mais!

Beijos e até a próxima!

[RESENHA]: Animais Fantásticos e Onde Habitam - New Scamander (J.K. Rowling)




Título: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Autor(a): New Scamander (J.K. Rowling)
Editora: Rocco
Ano de lançamento: 2001

Sinopse: "Existe um exemplar de Animais fantásticos e onde habitam praticamente em todas as casas bruxas no país. Agora, apenas por um período limitado, os trouxas também terão uma chance de descobrir onde um quintaped (quintípede) habita, o que o puffskein (pufoso) come e por que é melhor não deixar uma vasilha de leite à porta da casa para um knarl (ouriço)."





Quem aí é fã de Harry Potter? Leu os livros, viu os filmes? Eu sou o tipo de fã que fez as duas coisas, e posso dizer que foram várias e várias vezes... Por isso, quando soube que iriam lançar alguns livros Spin Offs da série, fui correndo adquirir os meus!

Animais Fantásticos e onde habitam não é um livro de histórias; não tem personagens, e nem nada parecido. É um livro didático usado pelos alunos de Hogwarts, na disciplina Trato das Criaturas Mágicas, e contém informações sobre os vários seres mágicos que podem ser encontrados, além da forma de criação, cuidados, e nível de periculosidade.

O livro foi escrito por New Scamander, um grande pesquisador da área, nascido em 1987. Como é um livro bruxo, disponibilizado para o povo “trouxa”, vê-se que na capa o nome do autor pertence a esse personagem, e não há J. K. Rowling. O livro é dividido em cinco partes: Sobre o Autor, Introdução de Alvo Dumbledore, Introdução de New Scamander, Classificação do Ministério da Magia e Um Glossários dos Animais Fantásticos.

É exatamente o que promete ser, um livro didático com informações dos animais. O interessante do livro é que a edição é uma compilação do que seria o livro do Harry, e por isso é cheio de anotações, desenhos e provocações de Harry, Rony e Hermione.  



Achei uma leitura cansativa, a falta de uma narrativa, de uma “história” para acompanhar, me desanimou um pouco, e o fato de eu não ser muito fã de Spin Off ajudou. Também acredito que poderia ter mais ilustrações dos animais, apesar de que, certas coisas descritas são difíceis até de imaginar. Mesmo assim, acredito que serviu ao seu propósito, e de uma boa base para o filme, que tem previsão de lançamento aqui no Brasil para 17 de novembro de 2016. Se você ainda não viu o trailer, veja aqui.

Fato importante que vale ressaltar, é que a renda arrecadada com a venda do livro (e também dos livros “Quadribol Através dos Séculos” e “Os Contos de Beedle, O Bardo”) foi destinada a Comic Relief, e por isso foram publicados com mão-de-obra e materiais mais baratos.

O que é  Comic Relief?
Fundada em 1985 pelo escritor de comédias Richard Curtis, a organização surgiu para ajudar a combater a fome na Etiópia. Hoje angaria fundos para países africanos e para lutar contra a pobreza no Reino Unido. A ideia do Comic Relief veio do conhecido Jane Tewson, então presidente da British NGO Charity Projects. Inicialmente os fundos eram levantados de eventos ao vivo, sendo que o mais notável era uma comédia no Shaftesbury em Londres, que foi à televisão em 1986. 
Um princípio fundamental do trabalho da Comic Relief é o 'Golden Pound Principle' (Princípio da Libra de Ouro), no qual toda e qualquer libra é gasta em projetos de caridade. Todos os outros gastos, como salário dos membros, são cobertos por patrocinadores ou por juros adquiridos enquanto o dinheiro espera para ser direcionado aos projetos.


É uma leitura interessante para todos os fãs de Harry Potter que desejam matar um pouquinho a saudade da série, e conhecer mais esse universo maravilhoso criado pela J. K. E mesmo para aqueles que não são tão familiarizados com a história, é interessante pelo conhecimento, e pela ajuda a Comic Relief.

Bem pessoal, espero que tenham gostado!
Beijos e até a próxima.


Lidos do Mês de Janeiro



Bom dia amigos, tudo bem com vocês? O post hoje é sobre os meus lidos do mês de janeiro. Apesar de ter superado a minha meta de leitura do mês (que era de oito livros), eu acho que poderia ter lido mais. Em alguns casos a leitura foi mais cansativa, demorei muito para ler, outros nem tanto, mas no geral, gostei de todas minhas leituras. Tentei misturar um pouco os gêneros, mas inconscientemente o romance prevaleceu, porque será né? Os livros estão na ordem de leitura, e dos que já fiz resenha, o título redirecionará para a mesma.

Fiquei muito feliz porque com essas leituras, já realizei três tarefas do meu Desafio dos Títulos, li dois livros nacionais (minha meta são 20 no ano) e todos os títulos eram “esquecidos na estante” ou comprados na BF2015, o que já diminui outra das minhas metas. Janeiro foi um mês muito bom de leituras, e não vejo a hora de saber o que Fevereiro trará de bom!
Vamos conhecer minhas leituras de Janeiro?



Minha primeira leitura do ano e não podia ter começado melhor.  O livro trás uma mistura de romance com investigação policial, dois dos meus gêneros favorito. Ao mesmo tempo em que torcia pelo romance, estava louca para saber quem era o assassino, e isso me fez gostar duas vezes mais da obra.

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015
Meta: 20 livros nacionais




Quem leu a minha resenha sabe o quanto eu gostei desse livro. Tem romance? Claro que sim! Mas tem também muita ação, tiros e mortes a sangue frio. Um enredo maravilhoso, com personagens de personalidade forte e bem expressivos. Amei Sarai e Victor, me conquistaram profundamente e não vejo a hora de ler a continuação. Entrou para a minha lista de favoritos! ♥

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015


O Risco

Terminando a trilogia, ainda não consigo dizer se amo ou odeio a Vovó Nadine. Sei que ela sempre teve as melhores intenções, mas às vezes os planos e armações dela me irritaram um pouco. O casal também não me convenceu muito, os dois nunca sabiam o que queriam! Kacey e Travis (livro A Aposta) ainda continuam sendo meu casal preferido, com certeza! O livro não decepcionou, na verdade, seguiu “bem” a linha dos anteriores, mas não é um livro que eu voltaria a ler.

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015



Depois de um ano tentando, finalmente acabei esse livro! No início foi uma leitura bem cansativa, não tenho o hábito de ler crônicas, e acredito que isso tenha dificultado um pouco. As crônicas iniciais não tem muita ligação com a história contada em “Os Instrumentos Mortais”, mas as últimas começam a fazer parte da história, e no final, liga muitos pontos soltos que a série deixou. Peguei o ritmo no finalzinho, e acabei gostando da leitura.

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015


6º Alvo

Falando sobre livros policiais, James Patterson nunca me decepciona. Todos os livros do Clube das Mulheres contra o crime são maravilhosos, sempre com uma trama dentro da outra! Acompanhamos vários casos ao mesmo tempo, torcemos por todos, e o final sempre surpreende!

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015
Meta: Desafio dos Títulos: Livro que o título seja ou tenha número.



O Jeito que Me Olha

Está aí um livro que foi uma grande surpresa para mim. Nunca tive curiosidade de ler nenhum livro da Bella André, apesar de sempre ter ouvido falar bem; então ganhei O Jeito Que Me Olha e fiz a experiência. O livro trás tudo o que promete, é um new adult cheio de clichês, romance, sem muitas surpresas, mas mesmo assim, uma leitura gostosa para quando não queremos nada “a mais” de um livro sabe? Eu como fã assumida de romances gostei muito, mas achei a história muito corrida, acredito que podia ter sido mais desenvolvida.

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015


Percy Jackson - A Maldição Do Titã

Percy Jackson finalmente começou a ficar interessante! A leitura dos livros anteriores da série foi bem cansativa, não estava me identificando muito, e acredito que já ter visto os filmes contribuiu para isso. Nesse novo volume gostei mais do desenrolar da história e dos novos personagens apresentados, li bem mais rápido que os anteriores, e gostei muito do final. Agora sim quero acabar a série logo!  

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015
                                 Meta: Desafio dos Títulos: Livro sobre mitologia.


Animais Fantásticos e Onde Habitam

Eis a leitura mais cansativa de todas! Para ser ter uma ideia, li “No Mundo da Luna”, que tem 476 páginas, em menos de 24 horas, já Animais Fantásticos, que têm 67 páginas (se não me engano) precisei de mais de uma semana para concluir a leitura. Lembra muito um livro de escola mesmo, mas acredito que foi uma boa base para o filme que vêm por aí. Acredito que se não tivesse levado tanto tempo para lê-lo, teria finalizado o mês com 10 ou 11 leituras. Mas pelo menos, bati duas das minhas metas com ele!  

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015
Meta: Desafio dos Títulos: Livro sobre seres mágicos.


No Mundo da Luna

Finalmente conheci a escrita da Carina Rissi, e estou completamente apaixonada! Foi uma leitura tão gostosa, que não consegui largar o livro enquanto não acabei. Dante é um crush literário maravilhoso, o jeito nerd dele me encantou. A Luna também, apesar de toda a insegurança, é uma personagem maravilhosa! Agora que li o livro, quero muito ler o conto Spin Off que a autora disponibilizou.

Meta: Esquecidos na Estante/ BF2015
Meta: 20 livros nacionais


Pois bem pessoal, essas foram as minhas leituras de Janeiro. Ainda vão sair resenhas de alguns desses livros, outros vou comentar na coluna “Séries e Sagas”, aguardem!

Espero que tenham gostado do post!
Beijos e até a próxima.



© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger