Diga NÃO ao preconceito literário!


Olá pessoal tudo bem com vocês? O post é de hoje é um pouquinho diferente do que tenho postado aqui no blog, mas tenho visto algumas coisas nas redes sociais e resolvi comentar com vocês, saber a opinião de cada um.

Sempre fui leitora, mas nem sempre fui blogueira. Comecei a ler com livros nacionais da coleção Vaga-Lume, literatura infanto-juvenil que leio até hoje. Aos poucos fui me abrindo a novos gêneros literários, o último deles o romance, e fui descobrindo os que mais gosto (romance policial) e os que não gosto tanto assim (sick-lit). 

Quando resolvi criar o Entre Páginas, passei a ver a leitura, as resenhas e até os livros de uma maneira mais crítica; visitei vários blogs, fiz um perfil no Skoob (que ainda estou apreendendo a usar) um Instagram literário, fanpage, Twitter... Enfim, encarei esse mundo de uma nova perspectiva, e tive muito mais contato com essa nova geração leitora, e confesso que nem tudo o que vi me agradou.


Ao mesmo tempo que temos um público leitor cada vez maior, com mais interesse, e até mesmo mais divulgação e valorização da leitura, temos também, mais pessoas dispostas a julgar, apontar e recriminar o estilo de leitura de cada um, e eu, particularmente, acho isso um absurdo!

A intolerância a tudo e a todos está cada vez maior nas redes sociais, e infelizmente alcançou o mundo literário. Vejo leitores julgando uns aos outros, porque “ele só lê livro modinha”, ou então “Fulano não lê livro nacional, não valoriza a própria cultura”, “Só leu tal livro porque vai virar filme...”. Gente, pra que isso?

Hoje em dia, com tantos “obstáculos” para se criar o hábito da leitura, devíamos nos preocupar menos com o que o outro lê, e sim ficarmos felizes porque ELE ESTÁ LENDO! Não importa se o livro está na moda, se é literatura estrangeira ou nacional, se é clássico ou não. Cada um tem um gosto, e um gênero com o qual se identifica mais, e é isso o que importa! Eu entendo que alguns não gostem de clássicos, não é meu gênero preferido também, e para quem está iniciando o hábito de ler, é um gênero com uma linguagem mais complicada, que muitas vezes pode desmotivar o leitor, e não vou julgar alguém que não leia esse gênero. Da mesma forma quem lê livros eróticos, romances, dramas... É a leitura que importa. O prazer que ela trás para o leitor.

Então pessoal, vamos ser mais tolerantes, mais abertos, mais amigos! Vamos ser menos negativos, e estar abertos a novas experiências. Vamos julgar menos o que o outro lê, e ficarmos felizes simplesmente porque ele lê. 

Leitores unidos jamais serão vencidos! O importante é ler e ser feliz!

25 comentários:

  1. Oi, Ana!
    Realmente ainda existe muito preconceito literário. Eu mesma sofro por gostar, como as pessoas colocam, de ler pornô. Eu já nem me dou mais o trabalho de explicar a diferença porque se a pessoa já pensa assim, nada do que eu disser vai mudar a ideia.
    Geralmente quando eu não curto um livro, eu comento sobre os pontos negativos. Claro que nem todo livro vai agradar a todos, mas quando alguém que não recomenda, pelo menos, deveria explicar os motivos e não simplesmente dizer "porque não gostei"
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe do sorteio do livro Marianas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana, querida, faz um tempo que não comento nada por aqui, peço desculpas.
    Adorei o layout do blog!
    Concordo plenamente com o que você escreveu. Chega a ser contraditório uma pessoa querer que outros criem o hábito de ler se ela mesma vai sair falando besteira só porque não concorda com o que ela leu; acho que saímos no lucro só de ter vontade de abrir um livro. Acho que nunca vão entender que existe gosto pra tudo.
    Beijos,
    Carol, O Fantasma Literário
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana, tudo bem?

    Entendo perfeitamente o que quer dizer, você esta mais do que certa, já sofri esse tipo de preconceito também, e todo dia tento inovar e ler algo diferente, mas não por que as pessoas ficam falando e criticando, e sim por escolha minha, pois quero conhecer outras coisas, mas não sou obrigada a ler o que não gosto, você tocou no ponto certo! Poxa o que mais essas pessoas querem? o fato de lermos e grandioso, e cada uma e cada um, não gosto muito de clássicos também, mas se surgi interesse vou ler, e não por causa dos outros, todo mundo deveria ser dar bem, afinal somos unidos pela leitura.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Quem nunca foi julgado por estar lendo um romance erótico, né?! Sofri um pouco com isso no ensino médio, rsr.
    Adorei o seu texto! <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  5. Many bloggers today do want to earn a profit from their blog. This is a fad that can get out of control quickly nonetheless. How to upload blog template to blogger? Thanks for sharing your produce to us. Regard: Brian!

    ResponderExcluir
  6. Anaaaa.... Enquanto lia seu texto, eu sentia q eu mesma estava escrevendo... concordo plenamente com vc... com cada palavra... eu já sofri preconceito por não ler clássicos e sim best sellers...
    Temos q parar de julgar e nos apoiar...

    Belas terapias

    ResponderExcluir
  7. oi, oi.

    batendo palmas pra ti aqui de pé! eu amo romances, mas não sou de ficar julgando/criticando quem gosta de fantasia. poxa! cada um lê o que quiser e quando quiser, né?! na minha família, geral diz que eu vou pirar, pq sempre to com um livro na mão. ai, ai.

    amei teu texto! por um mundo longe de todas essas críticas desnecessárias.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  8. Anaaa sua linda!
    Concordo totalmente com a sua opnião. Até hoje tenho amigas que virão os olhos quando eu falo que estou lendo John Green, porque está na boa do povo, e é ridículo.
    O que importa mesmo é ler, seja o gênero que for.

    Adorei o seu post ana♥
    Um beijo,
    Paloma
    surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana Luiza! Tudo bem?

    Parabéns pelo post. Ele é interessante, já que pouquíssimas pessoas levantam essa questão. Muito bem, vamos por partes.

    Em primeiro lugar, o brasileiro médio lê 2,5 livros por ano. Quase nada em comparação com outros povos, que chegam a ler 10 a 15 livros por ano. De fato, a pouca leitura é obstáculo para qualquer avanço, seja na área social ou científica. Ler pouco é que é o real problema! Fugindo do lugar-comum "ler é cultura", mas tocando nesse assunto, quanto maior o contato com a norma culta que é a existente nos livros, mais intimidade com a língua o povo possuirá e por conseqüência, veremos menos absurdos cometidos contra o português.

    Segundo: vivemos num mundo doente, como diria Renato Russo na música Índios. É a inversão de valores provocada pela preocupação excessiva com o outro. É de se indagar: porque a leitura do outro incomoda tanto, se aquele que aponta o dedo quase não lê?

    Também digo, Ana Luiza: Não dê valor ao que pensam de você, pois isso pode ser uma prisão muito horrenda. Nas palavras do Padre Fábio de Melo: "A maior prisão que podemos ter na vida é aquela quando a gente descobre que estamos sendo não aquilo que somos, mas o que o outro gostaria que fôssemos".

    Eu não tenho preconceito literário, Graças a Deus. Na verdade, nem tenho gênero preferido. Leio de tudo MESMO. Acho que quem gosta de ler, encara tudo. Leio do terror de Stephen King aos dramas de Nicholas Sparks. Dos romances de Nora Roberts até os ensaios de Carlos Heitor Cony.

    Para terminar: ótima a menção a Coleção Vaga-Lume! Que lembrança boa, porque elas também foram as minhas primeiras leituras! Qual escola não indicava os ótimos romances do Marcos Rey (o mistério do cinco estrelas, o rapto do garoto de ouro, doze horas de terror e na rota do perigo, dentre tantos outros) para incentivar a leitura, não é mesmo?

    Até mais!!







    ResponderExcluir
  10. Ooi. Amei o post. Sério.
    Infelizmente o povo adora julgar o outro pelo que ele lê, e honestamente eu não vou ser hipócrita e dizer que nunca fiz ainda. Ainda faço mas quando percebo me repreendo pois sei que não é legal ser julgada pelo que to lendo.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ana.

    Adorei o post, foi ótima a reflexão. Realmente as pessoas hoje em dia, querem ter opinião, seja ela fundamentada ou não, e o pior é que para tudo. Deveríamos nos dar ao trabalho de conhecer o que estamos criticando e ter em mente que opinião parte de experiência, que é algo bem subjetivo e não uma lei que todo mundo tem que seguir. Faça mais posts assim!

    Beijos, Le.

    Refração Cultural

    ResponderExcluir
  12. Oii!
    Adorei o texto e super concordei com tudo! Também acho muito chato essas pessoas que falam "Ah só lê modinha" e entre outras frases assim! Geente, as pessoas tem livre arbítrio para escolher o que querem ler. Se gostam de clássicos, ótimo; se gostam de romances, ótimo! Ninguém é obrigado a só ler o que o outro quer que você leia. O importante é o prazer na leitura ♥

    Beijão e seguindo!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi Ana, tudo bem?
    Concordo com tudo que você disse. Esse negócio de preconceito literário existe muito em grupos de facebook. Esses dias mesmo eu falei que é bom lermos alguns livros engraçados para nos distrairmos, já veio pessoas com cinco pedras nas mãos dizendo que eu não valorizo livros clássicos. Isso é realmente um absurdo.
    A pessoa ler já está valendo, já que hoje em dia é tão difícil despertar esse hábito nas pessoas.
    Enfim, adorei seu texto.
    Beijos, http://lendocomabianca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ana Luiza!
    Demorei, mas estou retribuindo a visita. Minha vida estava corrida, hehe.

    Então, adorei o seu post.
    Como eu gosto de livros de todos os gêneros, inclusive os mais bobinhos, já escutei muito "isso não é literatura de verdade".
    Bom, ao que eu sempre respondo: Melhor isso do que você que nem lê.
    Gente, o importante é ler, até embalagem de shampoo, né?

    Seguindo de volta o blog.
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana!
    Primeiramente, bem vinda ao grupo Vida & Letras <3 Ainda não tínhamos nos falado haha. Concordo com tudo o que você falou. Infelizmente, existe preconceito até na literatura. Acredito que o mundo seria bem mais agradável se as pessoas parassem de julgar o outro e começar a se importar com elas mesmas.
    Beijo!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana, fico feliz de ver mais pessoas pensando dessa maneira e defendendo essa causa. Confesso que não sou muito de ler os livros chamados "da moda", mas não por ter preconceito e sim por pura desconfiança, já que em minha opinião alguns autores não estão à altura da fama que tem. Isso não quer dizer que NUNCA vou ler determinados livros, só prefiro lê-los quando me sinto mais inclinada a fazer a leitura sem ideias pré-concebidas. Mas, em compensação não tenho gênero literário preferido, leio de tudo! Desde Jane Austen, que é minha autora favorita (não por ser uma autora clássica e reconhecida e sim pela qualidade da escrita e assunto abordado) até John Green e Nicholas Sparks, bem como André Vianco, autor brasileiro que escreve histórias sobrenaturais e de terror e Bianca Briones, autora também brasileira, que escreve New Adult. E me irrita profundamente quando alguém vem com essa conversinha de que por ler clássicos, não posso ler contemporâneos. Meu melhor amigo é professor de Língua Portuguesa e toda vez que conversamos sobre livros, fica com indiretas de que eu só leio livros de vampiros, o que me entristece, não só por não ser verdade, mas também pela atitude vinda de alguém que devia estimular a leitura, seja ela qual for.
    Adorei o post! Beijo, beijo.

    http://ameninaquenaoparadeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. É isso aí!!! Existem vários gêneros literários e várias formas de trabalhar eles, e existem também pessoas com gostos diferentes, o que não quer dizer que você deva julgar o outro por ele gostar de algo que você não gostou. Apoio totalmente!

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  18. Ana, amei sua publicação!
    Concordo e gênero número e grau, temos uma opinião mt similar.
    Inclusive já briguei com muita gente pra defender o que eu acho certo, até perceber que não vale a pena. Hoje me contenho mais quando vejo esse tipo de coisa.
    Parabéns!

    Ah, passando também pra te dizer que te indiquei em uma TAG ;)
    E por coincidência, uma das minhas perguntas na tag é "O que você acha do povo que deixa de ler um livro por que ele é modinha" rs

    Beijo grande :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  19. Oi, Ana!
    É minha primeira vez aqui, e seu blog é muito lindo, estou seguindo e amando <3
    Concordo com você, muita gente tem que parar com esse tipo de bobagem, o mais importante e ser feliz lendo o que você gosta ^-^
    Beijinhos

    Borboletas de Papel
    | Dossiê Cultural

    ResponderExcluir
  20. Oi, Ana! Adorei a sua análise. Infelizmente vemos muitas críticas por aí, quando na verdade deveríamos incentivar a leitura.
    Quando saiu aquela saga 50 tons de cinza, por exemplo, vi muita gente criticar quem lia os livros. Assim como vejo críticas para quem curte livros de ajuda etc

    www.blogdahida.com

    ResponderExcluir
  21. Oii Ana

    Confesso que há 6 meses atrás quando "abri" meus dois blogs tinha uma visão bastante romantizada do mundo da blogosfera. Achei que todos seriam legais. Todos seriam amigos. Afinal, todos gostamos de livros não é? Olha só que legal se todos nos dessemos bem e pudessemos debater nossos livros preferidos. Mas ao longo dos meses eu vi muitaaa coisa que me deixou bastante chateada.
    Pessoas que julgam o que vc lê (aii ela só lê gênero x ou gênero y) até pessoas que julgam o que você não leu (ai como assim vc tem um blog e nunca leu Orgulho e Preconceito?) , juro que já vi isso. Hoje procuro levar as criticas na esportiva e se elas tiverem fundamento, bom aí eu vou tentar melhorar pois estou apenas aprendendo.
    Eu amo esses post-desabafos que postamos de vez em quando. É legal pra quem escreve desabafar e coloca pra fora aquilo que incomoda. E é legal pra quem lê, porque acredite, eu me identifico!
    Há muitas coisas na blogosfera que me deixam chateada, essa "superioridade literária" é uma dessas. As famosas "panelinhas" onde ou vc está dentro ou vc é completamente ignorada também me chateia...
    Enfim, tô contigo amiga, concordo em número, gênero e grau. Vamos compartilhar e não julgar. E vamos ler o que a gente gosta sempre!

    beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  22. Olá Aninha!
    Eu tenho um irmão que sempre critica meu estilo de leitura, de dá uma raiva rsrs. Eu nunca consegui ler um clássico, acho uma leitura difícil também, vou tentar ler um esse ano para me desafiar. Concordo com você, o importante é ler, independente de qual livro.

    Te indiquei em um prêmio lá no blog!
    Bks,
    http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/2016/02/premio-dardos_27.html#comment-form

    ResponderExcluir
  23. ótima postagem, acho que cada um deve respeitar o gosto de cada leitor, o que não agrada um pode agradar muito outra pessoa.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá Ana. Parabéns pelo blog. Temos de incentivar a leitura e não ficar criticando sem nem ao menos entender as conseqüências disso, não é? Gostei muito de seu artigo.
    Vou deixar a minha página do recanto das letras.
    Grande abraço!
    http://www.recantodasletras.com.br/autores/geovanisilva


    ResponderExcluir
  25. Realmente, o preconceito literário é muito maior do que a gente acha e deveria ser mais conversado. Adorei o post.
    https://sentiliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!

Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
É blogueiro? Deixe o link do seu blog para que possamos visitar :)


Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger