[PARCERIA]: Autor: M. Pattal - Livro: Adelphos


Olá pessoal, tudo bem com vocês? Hoje venho apresentar á vocês mais uma parceria super especial aqui do Blog! Não sei se já comentei por aqui, mas sempre fui muito fã de livros de aventura (tive uma fase “romance”, mas ela não durou muito haha). Junta-se a isso a minha campanha pessoal “Leia mais Nacionais” e aí temos... Adelphos!


Já acompanhava o autor M. Pattal há um tempo pelas redes sociais via ótimas resenhas sobre suas outras obras (A Promessa e O Passo), e quando soube que ela ia lançar um livro de fantasia, fiquei mais empolgada ainda! Imaginem então ter o livro em mãos, e a oportunidade de ler e resenhar essa obra, que tem se mostrado fascinante?! É emoção pura!

Já comecei a leitura e posso afirmar que a história do livro é maravilhosa! A forma como o autor escolheu trabalhar as histórias dos personagens principais, nos deixa extremamente curiosos para saber como será o  desenrolar da mesma, e fica impossível abandonar a leitura...


Título: Adelphos – A Revelação
Autor: M. Pattal
Editora: PenDragon
Páginas: 372

Sinopse: “Enzo, Mila e Dan são três adolescentes com deficiência que acreditam ser possível competir em iguais condições com os demais Atletas Olímpicos. Enzo é surdo e treina na modalidade Tiro com Arco. Mila tem glaucoma de nascença e treina na Ginástica Artística, enquanto Dan usa uma prótese na perna esquerda para treinar no Atletismo.De uma forma inesperada, após o contato com uma luz misteriosa, eles são transportados para um mundo fantástico chamado Oykos, parcialmente dominado pelo Dragão Ponéros.Enquanto tentam encontrar as respostas e o caminho de volta para casa, eles precisarão enfrentar os perigos que surgem durante a jornada. Seres das trevas, chamados Éktros tentarão impedi-los de chegarem ao único local capaz de fornecer as respostas que precisam: a Terra de Adelphia.Em Oykos os preparativos para os Jogos da Liberdade estão a todo vapor. Apesar do nome positivo, os Jogos são mortais e o seu resultado pode alterar o destino de todos os habitantes daquele mundo. Enquanto isso, os rumores de que um evento chamado “A Revelação” estaria prestes a acontecer e acabar com o domínio do dragão, tornam o cotidiano dos Oykanos tenso, gerando grande instabilidade entre as Terras.Adelphos é uma saga de tirar o fôlego, repleta de aventuras, surpresas, reviravoltas e mistérios que prendem o leitor da primeira à última página, ao mesmo tempo em que o leva a refletir sobre dilemas e conflitos do mundo real.”
E como já virou um hábito aqui no blog, conseguimos que o autor nos concedesse uma breve entrevista, contando um pouco sobre ele e sua obra! Eu particularmente adoro essa parte gente, é muito bom ter a oportunidade de conhecer um pouco mais dessas pessoas que constroem mundos, personagens, histórias que mexem com a gente, nos fazem rir, chorar, e de alguma forma sempre acrescentam alguma coisa a nossa vida! 

Entrevista com o Autor - M. Pattal

1. Fale um pouco sobre você, idade, de onde é o que gosta de fazer...
Nasci no RJ, mas atualmente estou morando em São José dos Campos. Na verdade, há seis meses. Gosto de livros, naturalmente, cinema (além dos filmes comerciais, curto muito filmes cults e que nos façam refletir sobre um tema bacana). Curto também tudo o que é ligado à cultura de uma forma geral, teatro, exposições, etc.

2. Qual é a história do livro?
Enzo, Mila e Dan são três adolescentes com deficiência lutando para terem o direito de participar dos Jogos Olímpicos e não Paraolímpicos. De uma forma inesperada eles surgem num mundo fantástico chamado Oykos e lá precisarão enfrentar os perigos usando suas habilidades esportivas e outras que descobrirão ao longo da jornada em busca de respostas. Enquanto isso, uma competição chamada Jogos da Liberdade está prestes a acontecer e o trio descobrirá que não está em Oykos por acaso. A estória fala de superação, alerta para a importância das necessidades das pessoas com deficiência, mostra o valor da amizade, aborda outros assuntos importantes como bullying e preconceito. Em cada Terra visitada nossos protagonistas aprendem algo importante que levarão consigo por toda a vida.

3. Como surgiu a ideia de produzir o livro?
Tenho dois Romances publicados e em um determinado dia pensei se seria capaz de escrever uma Fantasia. No começo não estava muito confiante, mas conforme eu escrevia os meus rascunhos, e as Terras e a cultura de cada povo ganhava forma, acreditei que dali poderia sair uma boa estória. Escrevi uma planilha com as características dos povos de cada uma das 12 Terras de Oykos, tais como aspecto físico, moradia, subsistência, vestes, localização, etc. A partir daí, bastava inserir os protagonistas nesse mundo. Pensei em um diferencial e me veio à mente o fato de eles serem pessoas com deficiência e atletas.

4. Algum personagem tem um pouco mais da sua personalidade? Qual?
Por incrível que pareça, não é nenhum dos protagonistas. O nome dele é Thagon. É um cara mais maduro e centrado que trabalha no Ministério da Proteção. Ele é uma espécie de mentor dos novos Adelphos que são recrutados. O meu cosplay é inspirado nele.

5. Como surgiu a vontade de escrever profissionalmente?
Após a publicação do meu primeiro livro "A Promessa" e as boas críticas recebidas, acreditei que poderia seguir adiante na escrita. Procurei ler bastante sobre escrita, participar de cursos e palestras para me aperfeiçoar. Mas reconheço que ainda tenho muito a aprender, uma vez que estou nessa estrada há apenas dois anos.

6. Qual foi a maior dificuldade encontrada para publicar o seu livro?
O mercado é muito competitivo e precisei partir para a autopublicação, embora os dois primeiros livros tenham sido publicados por um selo. Mas quando você acredita no seu sonho, você se dispõe a investir o que for necessário. De modo que a parte financeira foi a que pesou mais no início.

7. Você pretende escrever outro livro? Tem algo em mente?
Comecei a escrever a seqüência de "Adelphos" e outro projeto que pretendo levar para o Wattpad. Já tenho concluídos os livros 3 e 4 da Série Promessas (ainda falta escrever o 5º e último livro). Mas esses ainda não sei se parto para o livro físico ou se disponibilizo apenas em e-book na Amazon. Estou avaliando a melhor forma.

8. Quais são os amores e as dores dessa profissão?
Fazer novos amigos dentro do universo literário é um prazer. Ter um contato mais próximo com os leitores em eventos e Bienais ou quando te enviam mensagens de apoio. Além do fato de elogiarem o seu trabalho, sua obra, enfim. Isso é muito bom e prazeroso, além de nos motivar a seguir em frente. As dores? Acredito que faça parte. Uma delas é tentar apresentar o seu trabalho para uma grande Editora e descobrir que eles só publicam autores que tenham Agente Literário. Isso sem contar os diversos "nãos" que a gente recebe no início e mesmo após algum tempo na estrada. Mas como eu disse, faz parte do nosso amadurecimento como escritor e nos torna mais fortes.

9. Quais dicas você dá para quem quer iniciar a carreira de escritor (a)?
Primeiro acreditar no seu sonho. Se você não acreditar, não espere que os outros acreditem por você. Segundo, comece a escrever sobre um tema ou uma realidade que você domine e goste bastante. Isso evita que você gaste tempo com pesquisas desnecessárias, além de evitar o risco de criar uma estória rasa, superficial. Terceiro, aprendi com o escritor e editor Felipe Colbert que não basta você ter uma estória original. Está cada vez mais difícil encontrar textos 100% originais. Você precisa ter o elemento "excepcional". É ele que dará um diferencial à sua obra. Ex: os três adolescentes com deficiência que são transportados para um mundo fantástico no meu livro "Adelphos". E outro detalhe que não posso dizer, pois seria spoiler. Em quarto e último lugar, se o dinheiro está curto, comece publicando em e-book na Amazon ou postando textos no Wattpad, que é uma plataforma gratuita e serve também para você ter um feedback dos leitores sobre sua escrita. Se você tem condições, procure uma publicação em forma de parceria com alguma editora. Há várias no mercado, mas precisa pesquisar bastante, pois muitas cobram preços abusivos e não têm o devido cuidado com a obra do autor. Sugiro a Editora PenDragon, minha casa atual. No site há mais informações: www.editorapendragon.com.br
No mais, um beijo no coração de todos.
M. Pattal

Pois bem pessoal, espero que tenham gostado do autor, da entrevista, do livro... assim como eu estou gostando muito! Como eu não estou conseguindo largar o livro, logo logo finalizo a leitura e trago a resenha para vocês! 

E para que conheçam um pouco mais sobre o autor, visitem suas redes sociais! 








Beijos e até a próxima! 

2 comentários:

Olá, obrigada pela visita!

Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
É blogueiro? Deixe o link do seu blog para que possamos visitar :)


Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger