[RESENHA]: O Demonologista - Andrew Pyper

Título: O Demonologista
Autor: Andrew Pyper
Páginas: 320
Editora: Dark Side


Sinopse: O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico.Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.Este é um daqueles livros que você não consegue largar até acabar a última página, ainda que vá precisar de muita coragem para seguir em frente. O Demonologista ganhou o Prêmio de Melhor Romance do International Thriller Writers Award (2014), concorrendo com autores como Stephen King. Entrou em diversas listas de melhores livros de 2013, foi finalista do Shirley Jackson Award (2013) e do Sunburst Award (2014), chegou ao topo da lista dos mais vendidos do jornal canadense Globe and Mail e foi publicado em mais de uma dezena de países.Olá pessoal! Como estão? Já estava com saudades!

Mil desculpas pelo ENOOORME ATRASO, mas infelizmente a faculdade tem me apertado muito esses dias.


Então, hoje eu venho trazer pra vocês uma resenha de um livro SUPER HIPER MEGA TOP polêmico, onde eu confesso que fiquei extremamente empolgada para iniciar a leitura principalmente por essa razão.  


Que rufem os tambores...



MAS ESPERA AI GALERA...  Não precisa sair correndo com medo, ou se apavorar com a ideia de que esse livro trás dicas de como exorcizar o Belzebu, como se proteger dele, ou um #TesteRápido 100% assertivo se seu melhor amigo está incorporado ou não... HAHAHA 


FIQUE TRANQUILO(A) OK?

Apesar do título e da capa toda cravejada no #MadeInDiárioDoPadreExorcista  

(que particularmente é a edição mais PERFEITA da DarkSide até hoje) o livro não se trata disso!


Então, seguros de que nada vai puxar o pé de vocês de madrugada, vamos lá...

Vou começar falando do amor a primeira vista com essa capa.  S2


Gente, quando eu bati o olho nessa capa, eu me apaixonei perdidamente, tive que levar o livro pra mim na mesma hora!

Quanta riqueza de detalhes, quanta destreza e minimalismo como as pontinhas do livro gastas, a lombada do livro é magnifica, eu achei super bem bolado colocar uma coisa mais velha, mais rústica.  O livro possui ilustrações incríveis também, e reforça ainda mais a sua ansiedade para desbravar sua história. O sentimento visual é de ser convocado a lê-lo.
  
 Realmente foi um trabalho muito bem feito, a Dark mereceu o Oscar, 
pois a órbita demoníaca é sentida de verdade! kkk

A história: 

Em relação à história do Demonologista galera, conhecemos David Ullman, um professor de literatura, no qual a sua maior especialização é em Paraíso Perdido de John Milton, uma obra de 1667, onde é narrada a queda de Adão e Eva perante Deus, através da tentação por Lúcifer.

O David é um cara extremamente sarcástico (característica que mais gostei nele), e apesar de manjar o “paranauê” todo da bíblia, é cético, ou seja, ele não acredita nem em Deus nem no Diabo... Nem no céu nem no inferno... Acredito no que meus olhos podem ver, e ponto final.

David tem uma filha, Tess na qual ele tem uma conexão incrível claramente evidenciada durante toda a narração do livro.

 Fruto do casamento com Diane, Tess e uma menina totalmente introvertida, poucos amigos e passa a maior parte do tempo no seu quarto escrevendo no seu diário.

Durante um dia típico de aulas no prédio da faculdade David se depara com uma mulher na qual ele descreve como “mulher magra”...  Caracterizada principalmente pelo seu mau cheiro, ela oferece a David uma proposta para uma viagem a Veneza com tudo pago, onde ele iria ajudar o chefe dela a resolver/investigar algum caso peculiar utilizando seus conhecimentos acadêmicos.

Sua perícia é necessária para ajudar o meu cliente a entender um caso em andamento que seja do completo interesse dele. É por isso que estou aqui. Para convidar você, como consultor, para fornecer sua avaliação e observações profissionais, o que quer que você considere relevante para melhorar nossa compreensão do...” Ela se interrompe, parecendo procurar uma lista de palavras possíveis em sua mente, finalmente decidindo-se pela melhor de uma seleção inadequada. Do fenômeno.

David aceita a proposta da mulher magra, e decide levar Tess com ele a fim de espairecer com sua filha um pouco, diante do seu casamento em crise e sua vida monótona. 


Ao chegar a Veneza David vai em busca do endereço dado a ele pela mulher magra 



 “Santa Croce, 3.627”


Quando a porta se abre lentamente diante de David ao tocar a campainha do número 3627, dele surge um homem de meia-idade vestindo um terno de flanela cinza, se apresentando como médico mas não cita seu nome.  
David e conduzido a um quarto da casa sem muitas delongas e ao chegar à porta do mesmo, lhe e entregue um objeto um tanto curioso: uma câmera. 
David entra no quarto, a porta se fecha e a partir daí um evento macabro acontece, apavorando até os mais incrédulos como David, pelo menos até ali. 

Depois do que David vê ali dentro, ele sai correndo da casa em disparada, sem olhar para trás. 

Seja o que for aquilo que David viu, acabou perseguindo ele e consequentemente Tess, que acaba desaparecendo depois de um acontecimento bizarro. 


A partir dai vamos nos aventurando com David e Elaine sua melhor amiga que viaja de encontro a David para ajudar na busca de sua filha.

E importante destacar apesar de toda essa vibe psicológica demoníaca, o amor de David por sua filha, a incessante busca de seu paradeiro, provando que se tratando de filho nenhum pai mede esforços, e faz o que for preciso para salvá-lo.

Personalidade do autor:

O Andrew procura manter a personalidade do David o tempo todo muito a mercê do leitor, não convence o leitor a nada. Ele te remete lembranças da vida do David, e isso faz com que a compaixão e simpatia por ele cresça aos poucos, e pena ao mesmo tempo com o sofrimento do sumiço da Tess.
A literatura do Andrew e extremamente marcante, forte... Percebemos uma gama de energia impulsiva que movimenta a história e a narrativa o tempo todo.

Um ponto extremamente bacana também da literatura do Andrew e que e NENHUM momento, o "demônio" que ele trás pra gente possui uma identidade. Ele se manifesta e interage com o David através de pessoas comuns nas quais poderíamos cruzar no nosso dia-a-dia sem saber.


E no meu ponto de vista, caracteriza uma afronta para a crença popular do "capeta vermelho com chifres um rabo e um tridente" causando um verdadeiro "REBOLIÇO" socialmente falando. 


Acredito que esse seja o ponto principal que faz com que O Demonologista seja tão polêmico na sua essência.  A perspectiva do diabo que eu interpretei a partir do Andrew é de que “ele” está em todo lugar.  E isso com certeza, pra mim, é aterrorizante.



O grande final:

Agora vamos falar do FINAL...
Ahh esse final... MEU DEUS!

Fiquem tranquilos, não vou dar Spoiller, nem se eu quisesse poderia.

Gente, eu confesso que no primeiro momento eu detestei o final do livro... 


MAS CAAALMA... Não desanimem ok?


Antes de explicar o porquê dessa primeira impressão vale ressaltar que eu achei o livro um pouco rápido demais no final, parece que o Andrew ficou meio que com pressa de acabar a história e inconvenientemente deixou alguns furos. Coisas mal explicadas ou mal resolvidas.

Isso me deixou um pouco chateada porque particularmente eu preferiria que ele contasse de fato o desfecho do David e da Tess, ficou muito subjetivo, e cada um interpretou de uma forma.

E foi nesse momento que aquela luzinha acendeu na minha cabeça e eu percebi que essa era EXATAMENTE a intenção dele galera!

Ele deixou uma gama de possibilidades para que nos pudéssemos tecer a nossa própria rede de conclusões, e depois de um pouco de reflexão conclui que isso foi genial.

Isso não deixou o livro menos atrativo ou menos interessante, muito pelo contrário, isso deu um toque todo especial e um clima bastante envolvente a trama e ficou uma analogia muito bacana como a forma que interpretamos o demônio. Como o observamos, como o enxergamos...  

Crê ou não crê.


Não vou falar da minha interpretação, pois não quero influenciar ninguém. 

A ideia é que vocês leiam e venham nos contar o que você entendeu! 
Quero saber de todas as teorias!


Enfim meus lindos, o livro é SENSACIONAL! Não tenham medo de lê-lo e de conhecer a história do David, tenho certeza que se você gosta de uma pegada psicológica no estilo Dan Brown esse livro vai te conquistar do início ao fim, e até depois dele...

Fica a dica!

Um beijo e até a próxima resenha.





[RESENHA]: Ônix - Saga Lux (Vol. 2) - Jennifer L. Armentrout




Título: Ônix – Tudo Está Prestes a Mudar!
Autor: Jennifer L. Armentrout
Páginas: 415
Editora: Valentina

Sinopse: “Estar conectada a ele é uma droga! Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja... esquentando. Algo pior do que os Arum ronda a cidade. O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível! Até que, de repente, tudo muda. Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade. Ninguém é o que parece ser. E nem todo mundo irá sobreviver às mentiras.”
Olá pessoal, tudo bem com vocês? Estava refletindo essa semana, e percebi que já li muitos livros maravilhosos nessa vida, mas trouxe poucas resenhas para vocês. Por esse motivo, estou reorganizado a forma de postagens aqui do blog, a fim de trazer mais resenhas, mas prometo que não vai ficar nada maçante ok? Ainda teremos muitas TAGs, novidades, e tudo mais que a gente gosta! (Afinal, nem só de resenhas vive um blog... haha)

A resenha de hoje é de um livro que eu aguardei ansiosamente o lançamento! A Saga Lux conquistou meu coração desde o primeiro livro, Obsidiana (leia a resenha aqui), e com Ônix não poderia ser diferente. Me vi mais apaixonada ainda pela história, personagens, matei a saudade desse universo lindo apresentado a mim pela editora Valentina (já falei pra vocês o quanto eu amo essa editora? <3)

ATENÇÃO: Se você não leu o livro anterior, sugiro que o leia antes de ler essa resenha, pois pode conter alguns spoilers sobre a história anterior. Mas se você já leu Obsidiana, ou não liga para essas coisas... então se joga!

Em Obsidiana, conhecemos Katy, a blogueira literária que se muda para West Virgínia em busca de um recomeço após a morte do seu pai, e Daemon e Dee Black, os gêmeos lindos e maravilhosos, que moram em frente à nova casa de Katy, e com quem ela logo faz amizade. Katy descobre muito sobre os gêmeos e sua verdadeira história, acaba se aproximando dos dois cada vez mais, mas isso a coloca em perigo várias vezes, e o livro tem um final surpreendente e emocionante!


Em Ônix, acompanhamos a vida de Katy após os grandes acontecimentos de Obsidiana. Katy tenta levar uma vida normal, indo a escola, conversando com as amigas Carissa e Lesa, lendo muitos livros... Mas não é fácil lidar com todas as suas descobertas e as conseqüências das mesmas. Após ser salva por Daemon, Katy está com um rastro que além de atrair vários Arum, a liga a Daemon de uma forma inexplicável.

Como se isso não fosse o suficiente, Katy fica doente misteriosamente, e isso trás um efeito colateral inimaginável, e difícil de ser controlado. Além disso, há as fofocas do ensino médio, envolvendo nossa blogueira, Simon Cutters e o episódio no campo, o que acaba trazendo mais dor de cabeça...

Em contrapartida, Daemon está disposto a provar à Katy que seus sentimentos por ela são verdadeiros, e não um “efeito colateral” da ligação existente entre os dois, e para isso, ele vai fazer muitas coisas fofas! Mas Katy ainda está magoada pela forma como Daemon a tratou quando ela chegou na cidade,  e está decidida a manter um relacionamento de apenas amizade com ele... Mas por quanto tempo isso? 

Sentindo-se sobrecarregada, Katy ainda tem que tomar cuidado com tudo o que fala e faz, pois o DOD está rondando a cidade, e qualquer passo em falso pode colocar todos os Lux em risco.

A trama ainda trás novos personagens que prometem mudar completamente o rumo da história, como Blake Sanders, um aluno novo que imediatamente demonstra interesse em Katy, e causa certa desconfiança em Daemon. Ao longo da história, vamos percebendo as verdadeiras intenções de Blake, e a complexidade de sua história e participação nos eventos futuros. 


Assim como o primeiro volume, Ônix é narrado pela perspectiva de Katy, e é muito engraçado ter a sua visão dos fatos. Katy é uma protagonista maravilhosa (e ser blogueira literária só agrega) e é muito fácil para o leitor se identificar. Só senti falta de toda aquela “atitude e atrevimento” do primeiro livro, achei essa Katy menos impulsiva, mais imatura, mais teimosa... Mas isso não influencia de forma negativa a leitura.

Também senti falta da Dee, ela aparece bem menos nesse livro do que no anterior. Daemon por outro lado é extremamente presente, não perdeu seu lado badboy, mas suas tentativas de agradar a Katy são muito fofas! As cenas dos dois continuam hilárias, cheias de trocas de farpas, provocações, e um toque sexy às vezes.  

A autora também explorou melhor os outros núcleos e personagens dos livros. Finalmente saberemos um pouco mais sobre o DOD e suas reais intenções em relação aos Lux, além de entender a participação dos Arum nisso. Temos reviravoltas e revelações surpreendentes nesse livro! A cada virada de página, é uma nova surpresa! O livro ainda deixa um gancho muito bom para Opala, o próximo volume da série, e podemos ter uma ideia do rumo que a história pode levar.

Quanto à edição, a Editora Valentina está de parabéns, como sempre! Os detalhes no início de cada capítulo, assim como o detalhe holográfico na capa dão um toque todo especial ao livro. Amei cada detalhe, amei a história, e não vejo a hora de continuar essa saga que vem conquistando cada vez mais leitores!

Espero que tenham gostado pessoal, beijos e até a próxima!

[RESENHA] Uma Curva No Tempo – Dani Atkins

Título: Uma Curva No Tempo
Autor: Dani Atkins
Páginas: 256
Editora: Arqueiro

Sinopse: “A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?
A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?”

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Hoje trago a resenha de um livro que me fez pensar muuuito, e confesso que ainda estou naquela relação de amor, ódio, surpresa... A narrativa me cansou um pouco no início, e por vezes pensei em desistir, mas o final foi surpreendente, e superou as minhas expectativas! Enfim, me digam vocês...

Uma curva no tempo conta a história de Rachel, uma jovem de 23 anos, cheia de planos para o futuro. Tem um namorado de dar inveja a qualquer uma, uma melhor amiga maravilhosa, e Jimmy, um melhor amigo dos sonhos (que talvez não queira ser só um melhor amigo, talvez...). Com o fim do ensino médio, vem à faculdade, e cada um do seu grupo de amigos um tomará um rumo diferente. Com isso, resolvem fazer um jantar de despedida, mas um acidente terrível acontece, e muda a vida de Rachel para sempre.


Cinco anos depois do acidente, e marcada de forma física e mental pelo mesmo, Rachel deve voltar a sua cidade para o casamento de sua melhor amiga, Sarah, e com isso, muitas dores e lembranças voltam com mais força do que nunca. Rachel sente a morte de alguém muito especial, e não consegue não se culpar por isso. Porem, após um misterioso desmaio, Rachel se vê em uma realidade totalmente diferente, onde os acontecimentos fatídicos não aconteceram, e ela tem uma vida completamente diferente da quem vem levando nos últimos cinco anos... Uma vida feliz. E é aí que realmente começa a história.

“Quando é que um sonho se torna pesadelo? Sempre achei que fosse no momento em que o que é familiar de súbito se torna estranho e ameaçador; ou quando você se perde em algum lugar que pensou conhecer bem; ou ao ser invadido por um sentimento de impotência – quando sabe que está falando com clareza, mas ninguém parece ouvir. Mas meu verdadeiro pesadelo começou com o entendimento de que eu não ia acordar: que, de alguma forma, impossível e inacreditavelmente, aquilo estava mesmo acontecendo.”   (página 86) 

Rachel se vê dividida entre entender o que aconteceu com ela – e porque ela tem memórias tão vívidas de uma vida que ela parece não ter vivido – e aproveitar a nova chance de ter a vida dos seus sonhos. Só que essa escolha não vai ser fácil. Ninguém parece ter conhecimento da vida anterior (e sofrida) de Rachel, enquanto a mesma não faz ideia de como essa nova vida pode ser real. Sua busca por respostas a deixa a cada momento mais confusa, e muitas vezes, a faz duvidar da própria sanidade.

Dani Atikins construiu uma fantasia surpreendente! No início, demorei um pouco a me conectar com a história, visto que a “primeira parte” da vida de Rachel é muito triste, e um pouco lenta... Entretanto, o mistério de sua “segunda vida” me envolveu completamente, e fiquei extremamente ansiosa para desvendá-lo. E fui surpreendida!

Alguns aspectos da obra, principalmente relacionados ao romance, foram previsíveis, não sendo uma grande surpresa a maneira de como se desenvolvem. Porém, o real mistério se concentra na inesperada situação de Rachel e é possível captar pistas para sua resolução ao longo de todo o enredo. Ainda assim, me senti completamente em choque, nas últimas páginas, quando a verdade foi revelada. Eu imaginei o que estava acontecendo, mas não esperava pelo desfecho que foi apresentado; no entanto, não podia ter sido melhor!



Os sentimentos são o ponto principal do livro e de como ele se desenvolve. A autora soube explorar todos os lados emocionais de uma forma tão delicada, que é impossível não se apaixonar por cada detalhe. Nada, além da mudança de direção da história, é repentino. Os detalhes são bem desenvolvidos e, principalmente, os relacionamentos do livro. Mesmo confusa, Rachel continua a viver sua vida – e acompanhá-la nessa nova jornada, desconhecida para a personagem, é cativante.

“Não tenho certeza do que estava procurando: seria uma prova definitiva de que todo aquele mundo ao meu redor era falso, ou evidências que provassem que, inacreditavelmente, tudo podia ser real?” (página 100)

Não temos muitas informações sobre os personagens secundários, mas como o foco da história é a Rachel, suas dores, dúvidas e descobertas, isso não afetou muito. O núcleo principal (Rachel, seu pai e Jimmy) é bem trabalhado, e temos informações suficientes para acompanhar o desenrolar da história sem dificuldades.

A edição da Arqueiro está maravilhosa (como sempre!) e essa capa é linda não é minha gente? No fim das contas, eu gostei muito da leitura, pela forma como ela conseguiu me surpreender! E se vocês querem um romance com uma pitada de mistério, eu recomendo sim! 

Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima!

[Momento de Reflexão] Atrás da Porta - Ruth Rocha

 

Dias atrás pensando no que eu escreveria na minha primeira publicação do blog percorri por vários sites e autores, pesquisei sobre Ziraldo, Monteiro Lobato, Cecília Meireles, entre outros grandes e fantásticos autores. Mas não tinha encontrado o que realmente queria escrever, já tinha feito váriiiassss laudas, mas ainda não era aquilo.

Então, fui à minha antiga casa (antes de me casar), na casa da minha mãe, comecei a “futucar” minhas gavetas e armários, e...

- Encontreeeeiiiiii mãeee!!!! 
- O que fia, o que você achou de tão importante? 
- O livro certo, este livro aqui, é sobre ele que vou escrever no blog. Mãe a senhora se lembra desse livro? Era do Tonton e eu li todinho, eu amava!!!

O livro se chama "Atrás da Porta" de Ruth Rocha, foi a historinha mais feliz que já li, e hoje é o que precisamos para nossas crianças. Nele é contada a historia de uma biblioteca escondida atrás de uma porta misteriosa, na casa de Dona Carlotinha de Araújo Cintra, avó de Carlinhos; ela já se foi, mas era daquelas que leem, contam historias, inventam historias lindas e mirabolantes.

O menino Carlinhos todas as noites depois do descobrimento da porta escondida, ia lá ao seu lugarzinho secreto para ler, brincar, imaginar e sonhar com aventuras escondidas nas linhas e versos de tantos belos livros. Certo dia ele não conseguiu mais guardar segredo e contou para seu melhor amigo João e combinaram de ir juntos a biblioteca; acontece que João contou para sua Irmã Tuca e loucos para conhecer a misteriosa sala, foram lá com Carlinhos. No dia seguinte Tuca levou sua prima Julinha, “e a Julinha levou o Marcelo e o Marcelo trouxe o Cláudio, o Cláudio trouxe o Miguel e o Miguel..."

"Cada um trazia sua própria vela para poder ver os livros, ler a vontade e brincar com as mil coisas interessantes que todos os dias eles descobriam".

Logo a sala estava cheia de crianças lendo e se divertindo, descobrindo historias e mares de estrelas cintilantes. Os vizinhos começaram a desconfiar e achar que havia fantasmas rondando por todas as partes, as velas tremiam e era realmente muito estranho, “uma casa que estava sempre vazia agora iluminada”?

"- São fantasmas, sim senhor! Já vi cada sombra enorme lá dentro. Cruz Credo! 
E seu Benicio de Carvalho Pinto, que sofria de insônia e andava pela cidade a noite toda, confirmava: - Fantasmas! Dos bons! Eu é que não passo mais pela pracinha!"

Os pais do Carlinhos, dona Joana e seu Antônio ouviram falar dos fantasmas e como não acreditavam nestas coisas nem deram bola, até que certa noite dona Joana se levantou para tomar água e viu todas aquelas crianças subindo as escadas rumo ao quanto de Dona Carlotinha e as seguiu junto a seu Antônio.

Quando entraram, deram de cara com todas aquelas crianças penduradas nas estantes, deitadas nas poltronas e tapetes, pijamas de todas as cores, várias velas espalhadas.

Os pais de Carlinhos adoraram ver todas as crianças lendo e os perguntou porque não liam de dia; Carlinhos explicou, achando que não seria correto estarem ali. Seus pais gostaram tanto daquela surpresa que no dia seguinte Joana e Antônio foram na escola que dava de parede com o quarto de dona Carlotinha e reabriram a biblioteca para todas as crianças lerem e se divertirem.

Desta forma as crianças podiam andar pela biblioteca, ver todos os livros, todos os dias da semana podiam estar ali, às vezes à noite, e toda a cidade podia desfrutar daquela beleza. Aos poucos os livros foram aumentando e sendo trocados e mais e mais conhecimento estava ali na palma das mãos, nas prateleiras e estantes.

Hoje papais e mamães vamos mostrar bibliotecas para nossas crianças, para nossos jovens. Sair um pouquinho de frente da televisão e estar de coração aberto para um mundo que só quem se dispõe a conhecer poderá saber, a magia que é ler !!!

Título: Atrás da Porta
Autor: Ruth Rocha
Editora: Salamandra
Páginas: 32
Sinopse: “A passagem secreta de uma velha casa vai causar muito mais surpresa do que se poderia imaginar. Aquela não era uma porta qualquer, era uma abertura para um mundo repleto de viagens inesquecíveis!
O que tem atrás da porta secreta?O que leva Carlinhos e seus amigos à atravessarem a passagem misteriosa todas as noites?Como é que se pode viajar sem sair de casa?Ruth Rocha nos convida a acompanhar uma turma de crianças na descoberta do mundo maravilhoso em que ela é mestra, e chama outros escritores para fazerem uma grande festa que celebra o gosto e a paixão pela leitura.”
 

[WISHLIST]: Nacionais Que Eu Quero Muito!





Olá pessoal, tudo bem com vocês? O post de hoje é para mostrar a vocês, um pedacinho bem pequenininho da minha enorme lista de livros desejados! Estava organizando meu Skoob (vejam aqui) e as minhas listas no site do Amazon (“Listas” no plural, porque eu tenho uma para volumes únicos nacionais, uma para volumes únicos estrangeiros, uma para séries nacionais, e uma para séries estrangeiras kkk) e tenho procurado dar prioridade aos Nacionais.

Como já mencionei por aqui, tenho um projeto pessoal de ler no mínino 20 nacionais esse ano (até o momento foram 9 livros e 1 conto), e tenho procurando conhecer novos autores, adquirir novos livros, valorizar e a nossa cultura né? Temos histórias maravilhosas tão pouco conhecidas! Vale a pena buscar conhecer mais as obras nacionais.

Aqui temos livros de todos os gêneros, e nem todos são lançamentos não, tem livrinhos aqui beeeem antigos, mas que faço questão de ter. São livros que chamaram a minha atenção por sua sinopse, por conhecer outras obras do autor, e, confesso, pelas capas haha. Vamos a lista:



Encantada Por Você – A. C. Meyer (Editora Universo dos Livros)
Sinopse: “O que acontece quando você se apaixona pelo guitarrista mais assediado e garanhão do momento? Essa é a história apaixonante e encantadora que fecha a série After Dark com chave de ouro. Nos três primeiros livros da série, conhecemos os fascinantes encontros e desencontros dos casais Daniel e Julie, Zach e Johanna, e Rafe e a doutora Jenny. Mas faltava ainda um par nessa grande família. Alan é um rockstar com um passado que preferia esquecer, e que o fez prometer a si mesmo não mais se envolver profundamente com ninguém além de seu irmão Jude. Livy, uma garota do interior em meio à cidade grande, caiu no charme de Alan uma vez, mas recuou quando percebeu que ele não buscava nada além de diversão. Só há um problema, porém: nenhum dos dois consegue parar de pensar no outro. O que só fica mais forte quando Livy é escalada para uma difícil missão: acompanhar a turnê da The Band para tentar colocar um pouco de juízo na cabeça dos músicos fascinados pela vida boêmia da estrada. Será que Alan conseguirá vencer seu trauma, de maneira a vivenciar um sentimento que jamais nutriu por uma mulher, ou vai preferir continuar sua fuga eterna em noites de prazer infindável e fútil? E Livy, conseguirá superar o desapontamento com a sedução vazia de Alan e cuidar das profundas feridas remanescentes de seu passado?”


O Vilarejo – Raphael Montes (Editora Suma de Letras)
Sinopse: “Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome. As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.”



O Amor Nos Tempos do Ouro – Marina Carvalho (Editora GloboAlt)
Sinopse: “Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.” 


Os Invernos da Ilha – Rodrigo Duarte Garcia (Editora Record)
Sinopse: “Os invernos da ilha é um livro de aventura, como não há no Brasil, que reúne um herói atormentado (e logo apaixonado), uma ilha fria e hostil escolhida como exílio (num convento misterioso), a descoberta de um diário de piratas (e, assim, a reconstrução de uma incrível história de corsários) e a busca por um tesouro escondido. Como diz Martim Vasques da Cunha no texto de orelha: “Rodrigo já pertence à categoria dos mestres. Os invernos da ilha costura Wallace Stevens, Melville, Conrad, Patrick O’Brien, os filmes de Indiana Jones, Os Goonies – sobrando até mesmo para o compositor Rachmaninoff –, com tamanha habilidade, que o leitor ficará atônito ao perceber que, no meio disto tudo, há a alegria de narrar uma verdadeira história”.


O Homem Perfeito – Vanessa Bosso (Editora Novas Páginas)
Sinopse: “Melina teve alguns relacionamentos ruins, outros péssimos. Mesmo assim, ela não desiste: um dia ainda vai encontrar alguém que a complete e que entenda algumas manias fofas que ela tem como comprar mais sapatos do que pode guardar ou tomar uma multa ou outra por excesso de velocidade. Ela faz a sua parte escrevendo um pedido ao universo, no qual descreve esse ser incrível nos mínimos detalhes. Agora é só esperar, certo? Melina não imagina, porém, que esse presente dos céus já existe, mas foi parar nos braços de uma mulher in-su-por-tá-vel. O que fazer quando o des tino insiste em brincar com a sua paciência?”



A Batalha do Apocalipse – Eduardo Spohr (Editora Verus)
Sinopse: “Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.

Para Continuar – Felipe Colbert Editora Novas Páginas)    Sinopse: “Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa de um coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade.  A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.  O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.”


A Marca de Uma Lágrima – Pedro Bandeira (Editora Moderna)

 Sinopse: “Isabel se acha feia. Será mesmo? Ou somente ela acha isso? Escreve cartas e versos para ajudar o namoro de Rosana, sua melhor amiga, com Cristiano, seu grande amor. Por causa da beleza e da verdade de suas cartas, Cristiano mais se apaixona por Rosana e mais aumenta a desesperança de Isabel. Sua situação agrava-se ainda mais com a morte da diretora da escola, pois a jovem é testemunha de que aquele aparente suicídio seria na verdade um bárbaro assassinato.”






Por Um Toque de Ouro –  Carolina Munhóz (Editora Rocco)
Sinopse: ”Depois do bem-sucedido O reino das vozes que não se calam, criado em parceria com a atriz Sophia Abrahão, a escritora Carolina Munhóz estreia em vôo solo na Rocco com “Por um toque de ouro”, o primeiro volume de uma série inspirada pelas lendas irlandesas cuja trama tem início no St. Patrick’s Day, o mais importante e celebrado feriado do país. Mistura de fantasia e chick lit, o romance é ambientado na Dublin contemporânea e protagonizado por uma jovem ligada ao mundo fashion que descobre ser herdeira de uma rara linhagem Leprechaun, o que a ajuda a ter sucesso em tudo o que faz, mas também a faz correr constante perigo, já que muitas pessoas têm interesse em se apoderar de seus dons.”

O Garoto Que Eu Abandonei – Raiza Varela (Editora Pandorga)
Sinopse: “O que você perdoaria por amor?Em O Garoto que eu Abandonei vamos conhecer a história do último encantado dos irmãos Bittencourt. Gustavo mantinha uma namorada secreta a meses com medo da reação de sua família e principalmente de Bárbara, sua irmã caçula, afinal ele sabia que ela não aceitaria facilmente esse relacionamento por ter um passado com a mulher que ele acredita amar. Quando o segredo vem à tona ele decide se casar com a moça doa a que doer, lançando ao vento um desafio tentador a Bárbara: Afundar o casamento a qualquer custo, mesmo para que para isso ela precisasse colocar o seu felizes para sempre com um certo garoto dos olhos azuis em risco! A solução? Recorrer a uma misteriosa mulher do passado do irmão. Ela não sabe nada sobre a moça misteriosa, a não ser que ela partiu o coração de Gustavo em um milhão de pedacinhos depois o abandonou. Se ele a amou ao ponto de escondê-la de todos será que ficaria balançado se a visse novamente? Bárbara acredita que vale a pena tentar, afinal a ruiva com os olhos cinzentos e infelizes parece ser sua última e única opção. O que ela não imaginava é que a história dos dois é mais profunda do que se deixa transparecer. Marcela é morta por dentro. Uma detetive particular de humor ácido que não tem papas na língua, pesa mais do que gostaria, e guarda dentro do peito uma dor feroz e uma saudade absurda após perder toda a família em um acidente de carro, também é a Branca de Neve de um certo príncipe encantado. Será que ela será a arma certa para impedir o noivo de chegar ao altar? Em meio a encontros e desencontros, um passado secreto, muitas mentiras e uma maça envenenada poderá existir um final feliz?”

Pois bem pessoal, esses são alguns dos meus milhões de desejados! Já leram algum? Gostaram? Me contem suas experiências! E só pra lembrar, meu aniversário é em novembro ok? Haha

Espero que tenham gostado do post, beijos e até a próxima!
© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger