[RESENHA]: Fugitivos - Carlos H Barros


Livro: Fugitivos
Autor: Carlos Barros
Editora: Giostri
Páginas: 647

Sinopse:De onde vem a amizade? O que é necessário para se ter uma vida melhor?
Caio, um carioca de 15 anos, perdeu os pais em uma tragédia e foi morar com a avó em Belo Horizonte. Traumatizado pelo incidente que vitimou sua família, ele não tem mais desejo de retomar sua vida. Até que conhece Fernanda, uma menina de 15 anos, que protege o irmão Jonas, de 11 anos, do temperamento violento do pai. Ao mesmo tempo, Caio fica amigo de Gabriel, um rapaz de 17 anos, e Bianca, a irmã de 5 anos. Os dois perderam a mãe, por ela ser viciada e ter sofrido uma overdose, e o pai está preso. Ficam sob a tutela da Justiça e do irmão mais velho, de 20 anos, que apóia o pai em planos escusos para melhorarem de vida.
Em Fugitivos, acompanhamos o amor nascer entre Caio e Fernanda, sentimento que será o catalisador de uma briga, que colocará em risco a segurança dos dois, e a força da amizade que surge entre os cinco jovens, de forma tão intensa, que o drama de cada um deixa de ser individual e passa a ser de todos. No momento em que suas histórias se misturam, eles precisam fugir para salvarem suas vidas. Nessa corrida emocionante, que atravessa os estados de Minas Gerais, Bahia, Alagoas e Pernambuco, mais de dois mil quilômetros, iremos descobrir seus sonhos, seus medos, suas tristezas e suas alegrias, tudo envolto por muito suspense, perigo, romance e reviravoltas surpreendentes.

Oi minha gente, tudo bem com vocês? Hoje trago a resenha (um pouquinho atrasada) de um livro muito especial para mim, que ganhou meu coração! Carlos Barros escreveu uma história emocionante, rica, uma aventura inesquecível, que viaja por todo o Brasil, e pela imaginação do leitor. Fugitivos conta a história de cinco jovens e seus problemas, alegrias e tristezas. Mostra-nos o valor da amizade, e como nos momentos mais difíceis da vida, descobrimos quem são as verdadeiras pessoas com quem podemos contar.

Caio é um garoto de 15 anos, do Rio de Janeiro, sobrevivente de uma tragédia que vitimou seus pais, e que então é levado para morar com a avó (de quem não é muito próximo) em Belo Horizonte. Cheio de cortes pelo corpo e a tristeza estampa no rosto, Caio busca se acostumar com a nova vida, nova casa, nova escola e amigos, enquanto luta com a dor pela perda dos pais.

Fernanda e Jonas são irmãos, filhos de uma mãe omissa e um pai violento. Sempre que algo o desagrada, o pai dos jovens desconta em Jonas, chegando a bater no menino a ponto de machucá-lo. Fernanda luta contra isso, e já tentou denunciar o pai algumas vezes, mas como Jonas sempre nega as surras (devido a alguma ameaça do pai) todas as tentativas foram em vão. Então, a menina se contenta em fazer as coisas escondida, e torcer para não contrariar o pai.

Gabriel é um jovem negro, extremamente simpático, ex-namorado de Fernanda e que trabalha na banca de revistas da avó de Caio. Seu pai está preso, e sua mãe morreu de overdose há alguns anos atrás. Junto a ele moram Mauro, seu irmão mais velho que compactua das idéias e planos escusos do pai, e Bianca, sua irmã mais nova, e a razão da vida de Gabriel. Bianca é uma criança adorável, que sempre dá um tom de leveza, até nos momentos mais tristes da história.

A amizade entre os cinco surge de forma quase imediata, e pouco a pouco, essa amizade vai ajudando a todos a enfrentar os problemas do dia-a-dia. Caio logo se apaixona por Fernanda, e esse novo sentimento trás muitas emoções e situações inesperadas para a vida de ambos. (Infelizmente, nem todas positivas).



O livro é divido em duas partes: na primeira, conhecemos melhor os personagens, suas histórias e a forma como as mesmas se entrelaçam, até os acontecimentos que desencadeiam a segunda parte do livro... Na segunda parte, bem, não vou falar sobre ela, mas posso dizer que é bastante emocionante!

Carlos Barros criou uma história maravilhosa, com personagens bem construídos e um enredo tão denso e ao mesmo tempo tão simples, que li as 647 páginas sem nem ver passar. Boa parte da história é ambientada em Belo Horizonte, minha cidade, então foi muito fácil me conectar com o enredo, visualizei claramente todas as situações descritas ao longo do livro. É tudo muito rico em detalhes, e de fácil compreensão.

Os personagens são todos extremamente cativantes. No início do livro conseguia sentir a dor de Caio, e quando ele conta como perdeu os pais, eu chorei junto aos personagens. Aos poucos vamos acompanhando sua evolução, e a forma como ele lida com a dor através da amizade.

Jonas e Bianca são crianças adoráveis. Bianca dá um tom leve em toda a leitura, com a sua inocência e forma de ver o mundo. Jonas é extremamente forte, suporta muitas coisas pela irmã, e isso me fez admirá-lo cada vez mais ao longo do livro.

Gabriel foi o que mais me conquistou, pelo cuidado com a Bianca, e esforço para ter uma vida melhor. Desde o início simpatizei muito com ele, e não me arrependi.  É carismático, educado, atencioso, tem um coração enorme e faz de tudo pelos amigos! Desde cedo teve que aprender o que é ser responsável por alguém, e isso foi o que finalmente o fez se sentir parte de algo.

Fernanda foi a que menos me conquistou, talvez pela sua insegurança, não sei ao certo. Não me decepcionou, nem “negativou” a história, só não consegui me conectar com ela assim como aos outros personagens.



Mesmo o livro sendo narrado em terceira pessoa, podemos ter a percepção de cada personagem a respeito da sua situação e da dos demais. Com um enredo muito detalhado e descritivo, Fugitivos mexe com todas as emoções do leitor, nos faz desejar cada página, querer saber o que acontece com aqueles cinco jovens, e como, apesar de todos os problemas e dificuldades, eles conseguem sorrir com coisas tão simples na vida. Apesar dos traumas e dificuldades que muitos tem, eles encontraram uns nos outros a família que tanto queriam. A vida lhes deu uma segunda chance de conhecerem o que é ter um amor incondicional, que só uma família pode lhe proporcionar.

Fugitivos é um livro que recomendo a qualquer leitor, independente do seu gosto, idade,preferências literárias. É um livro de muita reflexão e de entendimento do que a vida pode oferecer e como o seu caráter é essencial. Que família não é só aquela que feita por laços de sangue, e sim, também, aquela à sua escolha, basta você saber identificar quem são seus verdadeiros e leais amigos.


Espero que tenham gostado pessoal, beijos e até a próxima!

15 comentários:

  1. Oi, Ana!
    Não conhecia o livro! Pela sua resenha, pude perceber que é uma história interessante e reflexiva. Bateu uma vontade de ler!
    Adorei a resenha, vou colocar na minha lista literária.
    Já estou seguindo aqui, poderia seguir o meu também?
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalia, tudo bem?
      Fugitivos é realmente uma leitura muito interessante, eu gostei demaaais!
      Leia sim, e depois me diga o que achou!
      Já vou visitar seu blog :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Aninha

    É um livro bem grandinho, né? Mas que bom que você leu e nem sentiu o tempo passar.
    Eu costumo curtir livros cuja amizade tem grande importância na história. Depois da nossa família, os amigos são as coisas mais preciosas que temos.
    Acho que morreria de ódio do pai do Jonas! Agora fiquei curiosa para saber o que acontece na segunda parte! hahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tami, tudo bem?
      O livro é bem grandinho mesmo, mas foi uma leitura gostosa de acompanhar.
      Também amo livros que falem sobre amizade, amigos são parte essencial da nossa vida!
      Espero que se tiver a oportunidade, leia e goste da leitura!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Ana!

    Que bacana o livro, parecem que os personagens são ótimos, acho o tema amizade bastante interessante de ser abordado. Gostei da dica.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Livros que falam sobre amizade são muito bons, eu gosto muito! Fico feliz que tenha gostado da dica!
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, Ana
    Antes de falar minha impressão sobre o livro quero falar o quanto eu achei o blog lindo e organizado. Parabéns!
    Essa capa é incrível! Se eu a visse na livraria,com certeza, iria comprar, pois tenho a péssima mania de comprar pela capa. Sim, sou dessas! Contudo, depois de ler a sua resenha sei que eu não me arrependeria. O livro aborda temas bastante interessantes e isso me agradou, embora a quantidade de páginas tenha me assustado um pouco.
    Mais uma vez parabéns a vocês pelo trabalho incrível no blog. Seguindo o blog e a página no facebook.

    Beijos, Mia

    https://www.facebook.com/miaestanteliteraria/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mia, tudo bem?
      Bem-vinda ao blog, e fico muuuito feliz que tenha gostado do meu cantinho! A capa de Fugitivos é realmente maravilhosa, e a sinopse mais ainda! O número de páginas realmente assusta um pouco (e a letra ainda é pequena haha) mas a leitura flui facilmente, fica tranquilo de ler!
      Volte sempre ao blog flor!
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Ana!
    Nunca tinha ouvido falar do livro, mas me parece incrível!
    Dá pra ver que os personagens são bem elaborados pela evidente bagagem emocional que trazem consigo, o que acredito que prenda mais ainda o leitor.
    Adorei a resenha!

    Beijos,
    Sara | Lendo com Amor
    www.lendocomamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara, tudo bem?
      A história é muito bem escrita e desenvolvida, os personagens bem construidos... eu amei e me envolvi completamente com a história!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi, Ana!
    Eu vi esse livros pelas redes sociais e confesso que não havia sido fisgada. Gostei muito da sua resenha e decidi dar uma chance à história.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do Balaio de Babados e Postando Trechos
    Participe da promoção 1 Ano de Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza, tudo bem?
      Eu também conheci Fugitivos através das redes sociais, e gostei muito da história! Espero que você leia e goste também! Fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá, Ana.
    Eu adorei o livro. É como você disse a gente nem vê passar as muitas páginas da história de tão boa que ela é. Eu gostei de todos os personagens, principalmente do Jonas.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, tudo bem?
      O Jonas é muito fofo e muito forte, também gostei muito dele! Realmente, são muitas páginas, mas a gente nem vê passar!
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi, Ana!
    Só vi sua resenha hoje!!!!! Rsssss Desculpa!!!! Adorei! Obrigado por tudo o que disse e por ter gostado ;)
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!
Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!

~ Não respondemos comentários em anônimo.
~ Não é permitido o uso palavras ofensivas.
~ Não compartilhamos livros, não pratique pirataria e valorize o trabalho do autor.

Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger