[RESENHA]: Caixa de Pássaros - Josh Malerman


Título: Caixa de Pássaros – Não Abra Os Olhos
Autor: Josh Malerman
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Ano de Publicação: 2015
Compare e compre: Amazon | Submarino

Sinopse: “Romance de estréia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois de o surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.”

Olá minha gente, tudo bem com vocês? No mês do terror, eu tinha que trazer alguma resenha do gênero não é mesmo? Porém, como a pessoa medrosa que sou, o máximo que consigo chegar é o suspense, e para representar, hoje trago a resenha de Caixa de Pássaros, um livro que protelei a leitura por muito tempo (por ter certo medinho rs), mas quando finalmente li, me apaixonei! Foi surpreendente, tanto a história quanto a minha reação a ela.

Quem já leu ou viu alguma resenha de Caixa de Pássaros, sabe que o final é meio “polêmico”, e as pessoas amam ou odeiam o livro por isso. Eu já comecei a leitura com essa expectativa, sabendo que poderia odiar o final, e quando finalmente ele chegou, eu entendi a revolta de algumas pessoas, mas também consegui entender a ideia do autor com esse final “aberto” vamos dizer assim, e isso me fez gostar mais ainda do livro.
O HOMEM É A CRIATURA QUE ELE TEME.

Caixa de Pássaros tem sua história narrada em terceira pessoa, e acompanha a história de Malorie, uma sobrevivente, no presente e há quatro anos, quando “O Problema” começou. Os capítulos são alternados entre esses dois pontos da narrativa, em que em determinado momento convergem para o grande final. O interessante é o modo como o autor explorou esta narrativa alternada em dois tempos, pois já sabemos de certa forma, o que vai acontecer, mas nem por isso o suspense é quebrado.

Tudo começou com rumores, casos isolados, mas então, esses casos começam a acontecer com mais freqüência, ganham mais e mais força, espalhando-se por vários cantos do planeta, de forma semelhante; não poderia ser coincidência. A pessoa tem um acesso de loucura, de raiva, ataca quem estiver próximo e depois se mata. As mortes são horríveis e inimagináveis. E aparentemente o surto começa quando a pessoa vê alguma coisa. Ninguém sabe dizer o quê, afinal quem viu está morto agora.

As pessoas começam a não sair de casa. Ninguém pode abrir os olhos, não se pode sair as ruas sem uma venda, não se sabe em quem confiar. Com o tempo as autoridades somem. As portas estão sempre trancadas, cobertores tapam as janelas das casas, a internet não funciona mais, nem o telefone. E há sempre o medo. O medo do desconhecido, o medo de abrir os olhos, e ver algo que não deveria estar lá fora, espreitando, esperando. O que seriam estas coisas que traziam loucura para quem os olhasse? Uma loucura, uma insanidade terrível capaz de destruir a vida? Criaturas? Monstros?

Quatro anos antes, Malorie fez parte de um grupo liderado por Tom, seu amigo leal, e formado por pessoas que não se conheciam, mas que se uniram para resistir ao terror oculto, na tentativa de criar certa ordem a partir do caos. Hoje, abrigada com duas crianças, Garoto e Menina, em uma casa abandonada, e obrigada a sair sempre de olhos cobertos, Malorie logo aprende a realizar tarefas, e inclusive percorrer distâncias mais longas, às cegas. O surgimento de uma misteriosa neblina faz com que ela decida finalmente deixar a casa e embarcar com a família numa arriscada jornada, de olhos vendados, confiando apenas em sua perspicácia e no ouvido treinado das crianças. Mas do que eles estão fugindo e onde pretendem começar a vida? O que aconteceu há quatro anos?

"Ela imagina a casa como se fosse uma grande caixa. Quer sair daquela caixa [...] O planeta inteiro está trancado nela. O mundo está confinado à mesma caixa de papelão que abriga os pássaros lá fora. [...] Encaixotados, pensa. Para sempre."

Josh Malerman conseguiu desenvolver um terror psicológico brilhante, uma história que nos mostra que o que mais tememos na verdade, é o desconhecido. Já disse para vocês que tenho medo de livros de terror, e justamente por isso a história me surpreendeu, recomendo a quem também tem esse medo, pois como disse anteriormente, o terror é psicológico, nem tanto visual. Mas, sim, há cenas no livro que me arrepiaram. São poucas cenas mais explícitas de terror, mas foram colocadas na medida certa, a meu ver, e são sensacionais! Mostram toda a insanidade e loucura deste novo mundo. O autor também mostra em seu livro que muitas vezes a ameaça pode ser o próprio ser humano e sua mente.

Como disse no início da resenha, muita gente não gostou do livro, e marcou como ponto negativo a falta de alguns pingos nos is. A falta de explicação para uma das principais perguntas do livro pode ser muito frustrante, principalmente para aqueles leitores que necessitam de um final “amarradinho”.  Eu sou uma leitora que gosta de tudo bem explicado, e, no entanto, fiquei satisfeita com o final de Caixa de Pássaros e todas as suas pontas. Acho que não é um livro que precisa ser explicado, não condiz com a história. Afinal, como explicar algo que não pode ser visto, só ouvido, sentido? A história é narrada em terceira pessoa, nos conta o ponto de vista dos personagens, acompanha a jornada de Malorie, alguém que também não sabia o que estava acontecendo... Então, como a resposta surgiria do nada não é mesmo?

Caixa de Pássaros é sim um ótimo livro de suspense psicológico, com uma pitada de terror e muita tensão. É um livro que explora o medo de uma forma crua, expondo tudo o que há de mais primitivo no ser humano. É um livro para ler de uma vez só, eu mesma não conseguia largar a leitura, ansiosa pelo desfecho! E sim, eu amei, e recomendo a todo mundo!

Assistam o Booktrailer:

Espero que tenham gostado da resenha pessoal!
Doces ou travessuras?!

Beijos e até a próxima!

13 comentários:

  1. Oi! A resenha saiu muito boa! Já tinha visto bastante essa capa, mas nunca tive interesse em lê-lo, até porque nunca li a sinopse nem ouvi ninguém comentar dele. O titulo é muito bom, confesso que agora quero ler só por causa que fiquei curiosa quanto ao final haha
    Beijos ❤ JP

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha ficou maravilhosa! Eu também amei Caixa de Pássaros, e apesar de não ter tantas cenas de terror em si, eu me arrepiei toda nas cenas em que ela sentia alguém próximo, uma presença nada do bem. O final é mesmo polêmico, mas tive a mesma opinião que você. Apesar de desejar uma resposta, foi compreensivo o autor deixar aberto pra imaginação do leitor. Acho que a intenção dele o tempo todo foi manter o suspense, e o final não poderia ser diferente.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, tudo bem?

    Também gosto de tudo bem explicado, confesso. Não li o livro, mas bom saber que a leitura pra vc foi satisfatória. Ainda pretendo conferir a obra, mas vou tentar alinhar minhas expectativas em relação ao final.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oioi!!! Ótima dica de livro, eu li e adorei a história.. o clima de suspense me fez sofrer junto com os personagens... quanto ao final cada um interpreta de uma forma e dá abertura ao mesmo tempo pra uma continuação.. quem sabe né?

    Beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÂO

    ResponderExcluir
  5. Ana,

    adorei a resenha. Esse é um dos livros que eu quero muito ler, sinto que não vou me decepcionar com relação a altas expectativas, no entanto fico adiando porque vejo ele como um livro tão tenso que acho que tenho que estar na fase certa para fazer a leitura, se não vai bater aquela bad e ressaca literária vem na sequência, na certa.

    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana!
    Apesar da polêmica, eu ainda quero conferir esse livro. Ele me lembra muito um do King que gosto muito.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Quero muito ler esse livro, deve ser ótimo. Gosto de livros de suspense e tal. Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  8. Oiii Ana

    Realmente já vi muita gente criticando os livros e outras se declarando à ele, sinceramente é aquele tipo de livro que parece que não deixa ninguém indiferente. Ainda nãp li, mas espero em breve conferir e tomare que eu termine gostando tanto quanto vc, eu tb sou daquelas que gosta de final amarradinho, mas vamos ver se esse final vai me convencer ou não...rsrs

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  9. Olá, Ana.
    Eu adoro um bom terror psicológico, então, claro, fiquei muito animado com a premissa desse livro. Isso de temer o desconhecido é fascinante.
    Certamente quero conferir.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Aninha!
    Morro de vontade de ler esse livro, mas não sabia desse final polêmico, que faz as pessoas dividirem tanto seus sentimentos acerca do livro.
    Particularmente prefiro os livros que não me entregam tudo mastigado, gosto de refletir, de algo mais subentendido, então não verei problema nisso.

    Bjão.

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana! Caixa de pássaros está sempre me chamando a atenção, mas ainda não tive coragem de ler. Gosto de suspense e não de terror. Eu também tenho medo e dependendo, nem durmo hahaha
    Mas pelo o que você escreveu vale a pena ler. Vou tentar criar coragem e depois te falo!
    bjs
    Patricia Barucco
    Blog Leio Livro

    ResponderExcluir
  12. Gente, eu adoro esse livro! <3
    Achei ele simplesmente incrível.
    Um dos melhores que já li na vida.

    Abraços,

    Pedro Oliveira
    Um Menino Leitor

    ResponderExcluir
  13. Talvez ler este livro a noite pode dar um pouco de pesadelo na gente kkkkk! Adoro suspense meio terror <3

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!
Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!

~ Não respondemos comentários em anônimo.
~ Não é permitido o uso palavras ofensivas.
~ Não compartilhamos livros, não pratique pirataria e valorize o trabalho do autor.

Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger