[[PARCERIA]: Autor Carlos Barros - Livro: Fugitivos



Olá pessoal, tudo bem com vocês? Venho hoje trazer uma super novidade! No início do ano participei de um processo de seleção para Parceria com o livro Fugitivos, e yes, agora somos parceiros! Fugitivos têm uma premissa maravilhosa, que chamou muito a minha atenção, fiquei super feliz em conseguir a parceria, e assim que finalizar a leitura, trago a resenha para vocês! O livro chegou aqui essa semana, e já estou adorando a leitura!


A Obra é do autor Carlos Barros, aqui de BH minha gente, e ele gentilmente nos concedeu uma entrevista, para que vocês conheçam um pouquinho mais sobre o autor e a sua obra. 

Título: Fugitivos
Autor: Carlos Barros
Editora: Giostri
Páginas: 647

Sinopse: “De onde vem a amizade? O que é necessário para se ter uma vida melhor?Caio, um carioca de 15 anos, perdeu os pais em uma tragédia e foi morar com a avó em Belo Horizonte. Traumatizado pelo incidente que vitimou sua família, ele não tem mais desejo de retomar sua vida. Até que conhece Fernanda, uma menina de 15 anos, que protege o irmão Jonas, de 11 anos, do temperamento violento do pai. Ao mesmo tempo, Caio fica amigo de Gabriel, um rapaz de 17 anos, e Bianca, a irmã de 5 anos. Os dois perderam a mãe, por ela ser viciada e ter sofrido uma overdose, e o pai está preso. Ficam sob a tutela da Justiça e do irmão mais velho, de 20 anos, que apoia o pai em planos escusos para melhorarem de vida.
Em Fugitivos, acompanhamos o amor nascer entre Caio e Fernanda, sentimento que será o catalisador de uma briga, que colocará em risco a segurança dos dois, e a força da amizade que surge entre os cinco jovens, de forma tão intensa, que o drama de cada um deixa de ser individual e passa a ser de todos. No momento em que suas histórias se misturam, eles precisam fugir para salvarem suas vidas. Nessa corrida emocionante, que atravessa os estados de Minas Gerais, Bahia, Alagoas e Pernambuco, mais de dois mil quilômetros, iremos descobrir seus sonhos, seus medos, suas tristezas e suas alegrias, tudo envolto por muito suspense, perigo, romance e reviravoltas surpreendentes.”

Entrevista – Autor Carlos Barros


1) Fale um pouco sobre você, idade, de onde é, o que gosta de fazer...
Cresci em Belo Horizonte, mas quando terminei o terceiro ano, fui fazer faculdade em Lisboa, Portugal. Fiquei lá quase cinco anos e voltei para o Brasil. Foi quando decidi escrever meu primeiro livro. Gosto de muitas coisas, como quadrinhos, mangás, games, séries, filmes, colecionáveis; também gosto de viajar, nadar, ficar sem fazer nada, apenas pensando, imaginando...

2) Qual é a história do livro?
Resumindo bastante, são cinco garotos, dos 5 aos 17 anos, que formam uma amizade e, devido a vários problemas individuais e conjuntos, são obrigados a fugir. É a história de como eles se conheceram e de como conseguiram superar dificuldades enormes para ficarem juntos.

3)Como surgiu a ideia de produzir o livro?
Quem produziu, na verdade, foi a editora. Mas a história estava na minha cabeça há algum tempo, desde quando eu estava na faculdade e precisei trabalhar de monitor de férias de crianças da mesma idade que as do livro. gosto de escrever sobre personagens com essa idade.

4) Algum personagem tem um pouco mais da sua personalidade? Qual?
Não, todos eles são totalmente fictícios. E as personalidades de cada um são bem diferentes entre si. Juntos, eles se completam, como se formassem apenas uma pessoas bastante complexa.

5) Como surgiu a vontade de escrever profissionalmente?
Acho que é um passo natural. Escrever já é uma tarefa solitária. Se você, ainda por cima, não publicar, para que outras pessoas leiam, passa a ser uma tarefa egoísta e inglória. Quem escreve é para ser lido. Penso assim... rsssssss

6) Qual foi a maior dificuldade encontrada para publicar o seu livro?
Foi algo que eu não sabia: o tamanho dele. O livro tem 647 páginas. Nenhuma editora tradicional publica obras de autores desconhecidos com mais de 300 páginas. Três recusaram a obra com essa justificativa. Que não poderiam arriscar publicar um livro com tantas páginas de um autor estreante, porque não sabiam se teriam retorno, ou em quanto tempo esse retorno aconteceria.

7) Você pretende escrever outro livro? Tem algo em mente?
Sim, já estou trabalhando no próximo livro. Este com menos de 300 páginas ;)

8) Quais são os amores e as dores dessa profissão?
Amores são muitos. Nada supera o leitor que diz que leu sua obra, tenha gostado dela ou não. É muito gratificante transmitir algo para outra pessoa. As dores são relativas. Você precisa ter os pés no chão, saber que não irá agradar a todos e que pode não se tornar uma estrela da literatura. Se você escrever porque gosta, porque quer ser lido, quer se comunicar e transmitir aventuras, dramas, etc., independente da fama, então não existem dores. Você se sentirá realizado.

9) Quais dicas você dá para quem quer iniciar a carreira de escritor(a)?
Perseverança e fé em você mesmo. Não desanime diante das dificuldades. Não se considere o maior escritor do mundo, e nem o pior. Deixe que sua obra seja lida e criticada antes de partir para a publicação. Aprenda a ouvir críticas e altere na história o que for preciso alterar para que ela fique do jeito que você quer, do jeito que tem que ser e do jeito que os seus leitores de teste gostem. Ninguém sabe tudo, aprenda a aprender. E tenha paciência na procura de uma editora. Leva tempo e nem sempre você será reconhecido. É assim mesmo. Não desanime :)


Espero que tenham gostado da premissa, assim como eu gostei minha gente! Como eu disse, assim que finalizar a leitura, trago a resenha para vocês! Beijos e até a próxima!

[RESENHA]: Surpreedente! - Maurício Gomyde

Título: Surpreendente!
Autor: Maurício Gomyde
Páginas: 272
Editora: Intrínseca

Sinopse: “Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.”

Sim meus amigos, cá estou eu novamente falando sobre Surpreendente!, e como ele se tornou um dos meus livros preferidos da vida. Confesso que ele nunca havia chamado a minha atenção; confesso que só comprei porque todo mundo falava sobre ele; confesso que não tinha nenhuma expectativa quanto a esse livro; confesso que não podia estar mais enganada quanto a uma obra.

Surpreendente! é um livro sobre superação, amizade, família, valor. Desperta um milhão de emoções, e a cada página me surpreendia mais com a sensibilidade do Maurício Gomyde, e sua capacidade de escrever uma história com tanto sentimento, de uma forma tão simples e ao  mesmo tempo tão emocionante.  
"- Nossa vida é feita de um monte de momentos esquecíveis, entremeados por pouquíssimos inesquecíveis. Por que não darmos a nós mesmos o presente de tentar viver um momento inesquecível? "
 Pedro é um rapaz de 25 anos, recém formado em audiovisual, cheio de planos e expectativas. Reflete bem a “geração dos 20” de hoje (a qual eu me identifico muito), imediatista, sonhador, com uma necessidade cada vez maior de independência e realização. Quando muitas coisas em sua vida dão erradas e Pedro recebe notícias que não espera, decide partir em busca de respostas para todas as suas dúvidas, e no caminho, descobre muito mais do que esperava.


Junto à Fit, Mayla e Cristal, formam um quarteto pronto para várias aventuras, onde o laço de amizade se consolida cada vez mais ao longo da jornada, que é repleta de emoção, revelações, autoconhecimento e muito amadurecimento, principalmente por parte do Pedro.

A roadtrip feita pelos amigos é cheia de momentos significativos e emocionantes, chorei em algumas cenas, sorri muito em outras, e fiquei com uma sensação enorme de “querer fazer parte daquilo”. O companheirismo dos quatro é maravilhoso, e a forma como Fit, Mayla e Cristal estão sempre dispostos a realizar as ideias mirabolantes de Pedro, pelo bem do amigo, é tocante.

Um dos pontos que mais me agradou no livro, foi como Maurício Gomyde trabalhou os laços familiares e de amizade. A reunião de família da Cristal, o drama vivido pelos pais de Pedro, a relação de Pedro com a sua avó, são todos laços muito reais e fáceis de identificar. Assim como as situações vividas entre os quatro amigos, relacionamentos amorosos, o “nascer e florescer” dos sentimentos. É tudo muito humano, real, em vários momentos eu me lembrei de situações da minha família, pensei “eu já passei por isso!”, senti a raiva dos personagens, seu pesar, sua dor, alegria e amor.  

“- Porque somos seus amigos. E se uma pessoa passar toda a existência sem fazer algo realmente excepcional por um amigo, a vida não terá valido a pena…”
A sétima arte é parte integrante do livro. Filmes, trilhas sonoras, cenas icônicas: tudo tem uma razão de ser e de estar na trama e fazem toda a diferença na hora de contextualizar o leitor. Ao longo de todo o livro são feitas referências aos clássicos do cinema, cenas marcantes, atores, diretores, trilhas sonoras... e tudo isso aumenta a “magia” do livro. Fiz uma lista (bem grande) de todos os filmes citados que eu ainda não conheço, para assistir posteriormente.

Além de todas as coisas maravilhosas que já citei acima (eu sei que foram muitas) o livro ainda é repleto de frases maravilhosas, cheias de significado, com as quais também me identifiquei em vários momentos. A edição está maravilhosa, com uma diagramação linda de ver.


“A vida é como um jogo da velha. Quando os jogadores aprendem seus segredos, o resultado dá sempre velha.”
"(...) O bom da vida está justamente nas buscas que a gente empreende ao longo dela. Afinal de contas, a própria vida é uma busca."
“Compreender o mundo é tarefa complicada para qualquer pessoa, enxergue ela ou não. Então você não está melhor nem pior do que ninguém. E lembre-se: muita gente vê tudo, mas não enxerga nada”.

“Aqui começa o maior filme de todos os tempos sobre as chances que o mundo coloca na vida das pessoas. Que as lições sejam aprendidas e voltemos milhões de vezes melhores do que quando partimos […]”.

Deixo aqui para vocês o hotsite do livro, feito pela intrínseca, que contém, além de informações sobre o livro e o autor, algumas indicações de filmes citados, cenas, e uma playlist maravilhosa! (Clique Aqui). E super recomendo pessoal, leiam Surpreendente! É uma leitura maravilhosa, enriquecedora, que tenho certeza que todos vocês irão gostar! 

Confiram o BookTrailer do livro:



Bem pessoal, espero que tenham gostado da minha longa resenha haha.
Beijos e até a próxima!
© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger