[RESENHA]: O Jogo - Elle Kennedy (Amores Improváveis #03)



Título:  O Jogo - Amores Improváveis #03
Autor: Elle Kennedy
Páginas: 344
Ano de Publicação: 2017
Editora: Paralela


Sinopse: "Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?"
Semana passada postei aqui no blog a resenha de “O Acordo”, primeiro livro da série Amores Improváveis, publicado pela Editora Paralela. Já havia feito ano passado a resenha de “O Erro”, segundo volume da série, e como já li “O Jogo”, resolvi trazer a resenha dele, pois foi sem dúvida o meu preferido da série! Espero que se apaixonem pelo Dean tanto quanto eu!
LIVROS DA SÉRIEO ACORDO O ERRO A CONQUISTA 
Dean Di Laurentis é a personificação do estereótipo jogador + gostoso + pegador. Ele já ficou com muitas garotas da faculdade, é super exibicionista, não assume um relacionamento e é sempre muito claro quanto a não querer nada com ninguém; deixa sempre a impressão de não querer nada com a vida ou com alguém, vivendo apenas a famosa “vida do Dean”. Joga hóquei, mora com os amigos, e está apenas esperando a fase de preparação da faculdade terminar, para entrar em uma das melhores escolas de direito (como seu pai e irmão) e terminar sua graduação.  Mas, apesar de todo esse “lado negro”, Dean é bem mais do que aparenta ser. Sua lealdade aos amigos e amor pela família mostram que por trás do rostinho bonito pode existir bem mais. Ao conhecermos um pouco de seu passado entendemos essa sua postura, e ao acompanharmos seu comportamento ao longo do livro, fica ainda mais claro que ele é muito mais do que deixa transparecer.

Allie já é uma personagem conhecida dos outros livros, colega de quarto de Hannah (do livro O Acordo). A moça acaba de sair de um relacionamento de 4 anos bem complicado, marcado por muitas idas e vindas e brigas. Decidida a não voltar para o ex mais uma vez, Allie precisa da ajuda de Hannah para controlar os seus impulsos, e quando essa não se mostra disponível, Allie acaba optando por se esconder na casa de Garret no fim de semana, na companhia de ninguém menos que Dean Di Laurentis. Dean e Allie são completamente os opostos um do outro e não tem a menor intenção de se envolverem, mas após um filme horrível, várias confissões e algumas doses de tequila, essas “intenções” podem mudar... e mudam.

Após uma noite juntos, Allie quer agir como se nada tivesse acontecido, casos de uma noite só não são o seu perfil, e enquanto isso Dean não consegue aceitar que ela não quer mais nada com ele. (Convencido nem um pouco né?). Mas as circunstâncias acabam colocando esses dois juntos novamente, os jogos de provocação vão ficando cada vez mais interessantes, o laço entre os dois vai ficando mais forte, e agora, resta aos dois decidir se vão enfrentar suas convicções e expectativas e deixar o romance acontecer, ou se vão esquecer tudo o que aconteceu entre os dois e cada um seguir o seu rumo... 




Esse definitivamente foi o meu livro preferido da série até agora! Gente, eu tenho uma queda por personagens com o nome Dean, só pode haha (Fãs de Supernatural me entendem!). Confesso que nos livros anteriores não prestei tanta atenção nele. Dean estava sempre fazendo piada de alguma coisa, pegando alguma mulher (de preferência em público), não acrescentava tanto assim a história. Acho que nem os colegas de “casa” prestavam tanta atenção nele, pois ele sempre teve um ar de “não quero nada com a vida” entendem? Só nesse livro consegui finalmente entender a personalidade do Dean, e aí me apaixonei!  

A questão é que Dean demostra ter a vida muito fácil, sem nenhum problema... e ele tem mesmo! Veio de uma família maravilhosa e compreensiva, com quem mantém um bom relacionamento; tem dinheiro e total liberdade para usá-lo; é inteligente, amigo, companheiro, divertido, mas deixa que as pessoas pensem que ele é o típico “louro burro” porque pra ele não faz diferença o que as pessoas pensam a seu respeito. No fim, Dean é apenas um cara legal, aproveitando “as boas oportunidades que a vida lhe oferece” enquanto não chega o momento de encarar a vida real e as decisões sobre o seu futuro. Ele tem um motivo para não querer relacionamentos, e é bem sincero sobre suas intenções com todas as mulheres com quem se envolve, então, não dá pra julgar tanto assim suas atitudes. 

Já Allie está à procura de um novo rumo na vida. Ela sempre namorou, gosta de relacionamentos e de ter alguém ao seu lado, mas percebeu que isso acabou tornando-a um pouco dependente, a fez abrir mão de muita coisa, e ela está disposta a mudar isso, a ser capaz de viver sozinha, ser independente. Após o término com Sean, ela está decida a não voltar com ele, mesmo com toda a insistência do ex. E suas fugas a levam diretamente para Dean... Allie não consegue ver o "lado bom de Dean",  e a última coisa que ela deseja, e ter sua imagem ligada a ele, não cogita a possibilidade de existir algo entre os dois, pois para ela, a noite que tiveram juntos foi um “deslize” que não deve acontecer nunca mais. 


Ellie Kennedy já havia me conquistado com O Erro, segundo livro da série. Ao ler O Acordo, Logan perdeu o lugar de queridinho para o Garrett, mas agora, Garrett foi também colocando em segundo lugar haha. Dean é um personagem gracinha demais, com seu coração enorme, sua boa vontade e lealdade aos amigos. Foi maravilhoso acompanhar sua evolução e amadurecimento, ver Dean encontrar o seu caminho, e principalmente ver como ele teve o apoio da família e amigos nessa jornada. Eu me identifiquei muito com a Allie em sua busca por autoconhecimento e independência. Ela sempre foi “levada pela correnteza”, colocou suas vontades em segundo plano em prol dos outros, e quando ela finalmente resolve se colocar em primeiro lugar, correr atrás dos seus sonhos ela percebe tudo o que estava perdendo, e principalmente, que a pessoa certa não nos prende, mas impulsiona para que cresçamos cada vez mais.

Não achei que o livro teve uma carga emocional tão forte quanto os anteriores. Enquanto nos outros livros lidamos com questões problemas com abuso, violência e alcoolismo, em O Jogo a questão gira mais  em torno do uso de drogas, e em como as pessoas lidam com o luto. É sim um tema forte, mas acho que por ter sido tratado de uma forma mais indireta, não mexeu tanto comigo como os outros assuntos. Claro que me incomodou, e em certos momentos tive vontade de matar o Dean, mas  novamente Ellie Kennedy nos mostrou o poder da amizade, e principalmente da força de vontade, e de como somos capazes de lutar contra nossos medos e fraquezas se estivermos realmente dispostos a mudar. 

Amores Improváveis tem sido uma das minhas séries preferidas, e estou super ansiosa para ler sua conclusão, A Conquista, que conta a história de Tuck. Pela pontinha que temos em O Jogo, já podemos imaginar uma história daquelas, e uma conclusão divida para essa série que tem conquistado muitos corações e estantes! 

Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima!


11 comentários:

  1. Resenha linda! Já li e amei, estou ansiosa também para ler A Conquista ❤❤ só achei que nesse livro, deveria ter mais foco no "Dean inteligente", mas não tiraria nenhuma cena quente haha
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Melissa, tudo bem?
      Aaaah essa série é maravilinda né? Eu acho que a autora optou por não falar tanto do Dean inteligente, porque para ela era mais importante mostrar o lado mais descontraído do Dean... Enfim, ele é amorzinho de todo jeito haha!
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oi, Ana.
    Adorei a resenha.. e deu pra ver que você é #teamDean mesmo, né? rs
    Olha vou te confessar que não sou muito do NA, mas o primeiro livro dessa série me encantou. Adorei a leitura, de verdade! Mas, ao ler o segundo livro já achei um pouco mais do mesmo, senti que estava lendo a mesma história com uma roupagem diferente, persongens diferentes, mas que faziam o mesmo, eram iguais, tinham as mesmas situações: garota que desperta no cara uma sensação jamais vivida e por aí vai. Não sei... agora estou um pouco relutante ao terceiro livro, mas daqui a pouco leio para relaxar um pouco de alguma outra leitura mais pesada!
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mah, tudo bem?
      Olha, eu te entendo viu? Sou suspeita para falar porque eu amo NA, e essa série então tem me encantado, mas entendo o seu receio! É uma leitura mais despretensiosa mesmo, leia pra relaxar, mas leia o livro do Dean por favor! kkk
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Ana!
    Te entendo muito bem a queda pelo nome Dean.
    Nossa, fica difícil escolher qual o melhor livro e quem é o queridinho dos meninos...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah Luiza, sabia que você me entenderia hahah
      Eu estou uma baita piriguete literária, cada dia estou apaixonada por um haha!
      No momento é o Dean, vamos ver se o Tuck vai roubar o lugar dele!
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Esse livro é bom, né.
    Ainda acho o primeiro melhor. Eu pulei o 2 porque não gostei. Foi impossível ler aquilo.
    Essa semana eu terminei o 4 e parece que faltou alguma coisa, então eu ainda prefiro o primeiro romance.

    Mas é uma série bem gostosa de ler.

    Beijos
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Anne, tudo bem?
      Ah, confesso que o livro 2 foi o que eu menos gostei na série, mas ainda assim não foi ruim. Eu amei muito o 1 e o 3, e estou ansiosa para ler o 4 livro da série!
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Oi Ana, tudo bem? Realmente acho que não tem uma enorme carga emocional, mas é difícil não gostar do Dean, né? É realmente uma graça! E a série super me conquistou <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mi, tudo bem?
      Pois é, o Dean é uma graça mesmo né? Eu estou apaixonada por toda a série, e quero muito ler os outros livros!
      Beijos!

      Excluir
  6. Desde que saiu o primeiro livro eu fiquei louca de vontade de conhecer esta série, mas acabou que nunca tive a chance de comprar O Acordo, agora a série terminou já e estou aqui, sem nenhum! Preciso dar jeito urgente pois tenho certeza que vou adorar!

    Beijos Joi
    estantediagonal.com.br

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!
Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!

~ Não respondemos comentários em anônimo.
~ Não é permitido o uso palavras ofensivas.
~ Não compartilhamos livros, não pratique pirataria e valorize o trabalho do autor.

Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger