[RESENHA] A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr




Título: A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spohr
Páginas: 586
Ano de Publicação: 2011
Editora: Verus
Compre Aqui: Amazon
Sinopse: Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final.

Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedom, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.

Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heroicas, magia, romance e suspense.
Oi pessoal, tudo bom com vocês? 
Hoje eu vim falar um pouco sobre "A Batalha do Apocalipse", um livro do autor brasileiro Eduardo Spohr. Posso dizer com total convicção que, pra quem gosta de fantasia, essa será uma das melhores obras que você lerá. 

É extremamente difícil repassar alguma coisa pra vocês sem correr o risco de dar um spoiller porque o livro todo é envolta de detalhes muito sutis e isso faz com que tudo seja levado a algo relevante lá na frente mas eu farei o possível, rs.


Basicamente A Batalha do Apocalipse retrata a versão do ponto de vista dos anjos que são segregados de forma hierárquica (Arcanjos, Anjos, Serafins, Querubins... ) sobre a criação do mundo.

No decorrer da história observamos referências a diversas passagens bíblicas ( Torre de Babel, Caim e Abel, Sodoma e Gomorra, Atlântida, Adão e Eva, Noé...), que são usadas para contextualizar e amarrar os pontos da trama. 

O nosso protagonista Ablon é um anjo renegado que foi expulso do céu após um conflito com o arcanjo Miguel, que, na história, foi designado por Deus para cuidar de seus irmãos além da raça humana, porém se mostra um verdadeiro tirano em busca do poder e comando supremo do céu durante o 7º dia da criação que terá seu fim culminado com o despertar de Deus, que também e conhecido como Yahweh, além do Apocalipse onde ocorrerá o julgamento de Anjos e Homens.
Ablon não aceitava a tirania imposta pelo arcanjo e junto com mais alguns aliados se volta contra Miguel para acabar com seu autoritarismo e ditadura. Como resultado ele é condenado a vagar pelo mundo dos homens junto com os outros rebeldes. 

Conhecemos também a versão da queda de Lúcifer pelo autor, contrastando de forma muito audaciosa o que é dito na bíblia, além da sua perspicácia para retratar o senhor do "Sheol" (inferno) e sua personalidade manipuladora. 

Como disse e muito complicado dizer muito além disso sem estragar a surpresa de cada nova página, então vou me conter, rs

Vou contar um pouco sobre os outros personagens lugares que temos no livro para que vocês sintam um gostinho de quero mais e contextualizem melhor no universo de A Batalha do Apocalipse... 
Versão Ilustrada - Ablon

Shamira a Feiticeira de En-Dor, dominadora das artes da magia e da necromancia, se torna uma aliada do nosso protagonista durante toda a trama.

Arcanjo Gabriel também marca presença da história como o "Mestre do Fogo" ou "Mensageiro" e também partilha do amor pela raça humana devido a aproximação que teve. 

Arcanjo Rafael apesar de bem sutil é mencionado como um anjo puro e bondoso, desapareceu do paraíso depois do dilúvio.

Arcanjo Uziel, comandante da ordem dos Querumbis ( os grandes soldados de Deus)

Apollyon o anjo destruidor, é o predileto de Lúcifer, que se tornou um dos 9 duques do inferno.

Amael, o senhor dos vulcões, auxiliou o arcanjo Miguel a cumprir o dilúvio e chora lágrimas ferventes devido ao arrependimento de seu ato e acabou seguindo Lúcifer até o Sheol.


Flor-do- Leste, em determinado momento seu caminho se cruza com Ablon e Shamira e também ajuda em sua jornada. 


Palácio Celestial, a fortaleza dos arcanjos no Quinto Céu. Ponto mais central e importante do paraíso celeste.

Fortaleza de Sion , o maior bastião das forças do arcanjo Miguel fora do céu. Localiza-se no plano etéreo, sob a cidade mundana de Jerusalém.

Cidadela do Fogo , região do Primeiro Céu que é o ponto de encontro dos ishins. Foi governada por Amael, depois por Aziel, e mais adiante virou quartel-general de Gabriel e dos novos rebeldes.

Tsafon, o Monte da Congregação , região mais alta do Sétimo Céu, onde Deus estaria adormecido, e onde o Arcanjo Miguel não deixa que qualquer um se aproxime.

Sheol , dimensão onde foram sepultados os restos mortais de Tehom e dos deuses das trevas. Mais tarde, serviu como lar a Lúcifer e a seus anjos caídos, passando a ser conhecido como inferno (principalmente pelos humanos).

Castelo da Luz , principal fortaleza dos querubins, localizada no Quarto Céu.

Minhas impressões de forma geral:

Eu gostei bastante do estilo literário do Eduardo, gostei da forma que ele explica os fatos de forma que você não se perca na trama, entretanto não posso dizer o mesmo em relação a cronologia. 
O livro tem muitas idas e vindas antes e depois do fato corrente e isso faz com que você "quebre" um pouco o raciocínio para destrinchar uma história a parte muito detalhada dificultando a retomada do ponto atual. 

Vale ressaltar também que, apesar da dificuldade em recapitular o contexto as vezes, tudo ficou muito bem amarrado e linear. Muitos autores tem dificuldades nisso, e o Eduardo foi extremamente cuidadoso nesse aspecto.

Outra coisa que achei EXTREMAMENTE LEGAL a ponto de considerar que todos os livros devam ter é o  glossário e a linha do tempo que A batalha do Apocalipse trás. Foi muito bacana pois como ele trás muitos personagens e uma cronologia bem complexa, fica difícil lembrar de todos, o que exatamente eles representam na história e em qual momento os fatos ocorrem. 

E uma obra magnifica, está com certeza entre os meus favoritos do gênero e super recomendo. 


Aproveitando deixo aqui meus votos de sucesso e respeito aos nossos autores brasileiros, vocês são maravilhosos!




Book Trailer- A batalha do apocalipse - Eduardo Spohr - Guilherme Pais



5 comentários:

  1. Adorei a resenha, adoro ficção e desde que inciei as atividades do meu site queria ler esse livro, mas como as coisas mudam perdi a vontade. A sua resenha, no entanto, me provocou o desejo de ler novamente. rsrsrs


    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber disso Victor!
      Pode ler, você não se arrependerá!

      Abraços!

      Excluir
  2. Amei ler esse livro, um garoto da minha classe estava lendo, quando ele terminou, não quis falar nada do livro pra mim! Ai morrendo de curiosidade, fui correndo ler haha e não me arrependi!!
    Ótima resenha, gostei muito.
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Melissa, é muito difícil um fã de ficção não se apaixonar por essa obra!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Abraços!

      Excluir
  3. Que resenha incrível, estou lendo ficção no momento e é sobre anjos haha! Xoxo.

    https://heycatheli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!
Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!

~ Não respondemos comentários em anônimo.
~ Não é permitido o uso palavras ofensivas.
~ Não compartilhamos livros, não pratique pirataria e valorize o trabalho do autor.

Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger