[RESENHA]: A Conquista - Elle Kennedy - Amores Improváveis #04)



Título:  A Conquista - Amores Improváveis #04
Autor: Elle Kennedy
Páginas: 296
Ano de Publicação: 2017
Editora: Paralela
Compre Aqui: A Conquista - Amazon
Skoob: A Conquista

Sinopse: De todos os jogadores de hóquei da Universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha com uma vida tranquila: esposa, filhos e, quem sabe, um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil. Um acontecimento inesperado vai colocar a vida desses jovens de cabeça para baixo. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas - e que o amor é a maior conquista de todas.


Olá pessoal! Finalmente trago a resenha do quarto livro da série Amores Improváveis. Não trouxe antes simplesmente porque não percebi que não tinha resenhado acreditam? A série foi uma das minhas preferidas ano passado, e o livro do Tuck um dos que eu mais gostei (Só perde para O Acordo!). Despedi-me dessa série com um sorriso de satisfação, e aguardo ansiosa por novos lançamentos da autora!


Para quem não conhece, a série gira em torno de 4 amigos universitários que moram juntos. Todos são lindos e solteiros, mas a cada livro isso vai mudar. Em “O Acordo” conhecemos a história de Garret e Hanna, em “O Erro”, Logan e Grace, em “O Jogo” acompanhamos Dean e Allie e finalmente em “A Conquista” vamos acompanhar o mais “quieto” do quarteto, Tuck, com ninguém menos que Sabrina, já conhecida nos livros anteriores.

Caso queiram conferir as resenhas dos outros livros, é só clicar nos títulos abaixo. Queria ressaltar que a resenha de A Conquista ficou um pouquinho vaga, porque é o último livro da série e tive que me conter muito para não dar spoilers dos livros anteriores!  


 LIVROS DA SÉRIE: O ACORDO | O ERRO |  O JOGO


Tucker é o mais quieto dos quatro amigos. Enquanto os outros são mulherengos e pretendem curtir a vida ao máximo, Tuck quer casar, ter filhos, abrir seu próprio negócio e viver uma vida tranquila. Mas seus planos mudam drasticamente quando ele conhece Sabrina. A vida de Sabrina não é nada fácil. Pobre, uma avó louca e um padrastro habominável, seu sonho é se ver livre dessa vida, e por isso ela se esforça muito para passar em Harvard, cursar direito e conseguir uma vida melhor. Ela evita os jogadores de hóquei a todo custo, mas acaba se envolvendo com Tuck, e o que era para ser um caso sem importância acaba trazendo consequências graves e mudando drasticamente a vida dos dois.




Como disse, nos livros anteriores conhecemos a Sabrina, e é praticamente impossível gostar dela. A impressão que temos é que ela é uma personagem chata, nariz em pé, que está ali apenas para provocar conflitos e para termos alguém para odiar. Agora, conhecemos a pessoa por traz disso, e é impossível não gostar dela. Sabrina é muito esforçada. Ele mora com a sua avó que não tem muita noção das coisas, e com seu padrasto nojento em uma casa minúscula.  Trabalha em dois empregos para conseguir juntar dinheiro e mudar de vida. Ela pretende cursar Direito em Harvard, precisa que seja lá, e por isso ela se dedica muito aos estudos,  e fica bem revoltada quando alguém consegue de mão beijada o que ela luta tanto pra ter (como alguns jogadores que conseguem facilidades por fazerem parte do time...). E quem não ficaria não é? No fim, Sabrina é apenas uma pessoa se esforçando muito pra alcançar seus objetivos, e quando conhecemos sua realidade é difícil julgar suas decisões.
Muita gente achou que ela enrolou demais quanto a “questão-problema” entrou em cena no livro, mas eu consegui entender seus medos e frustrações e achei que as atitudes de Sabrina foram muito reais, trouxeram a história para o mais perto da realidade possível.

O Tucker sempre foi e sempre será um fofo! Desde os outros livros ele  já vinha se mostrando ser diferente dos colegas, tanto na criação quanto na ambição, e isso se prova ao longo do seu livro. Foi outro personagem real. Com ele a autora nos mostra que da mesma forma que alguns sonham em cursar a faculdade, aprender uma profissão, outros podem ter o desejo de arriscar e empreender, e a sua jornada para encontrar o negócio ideal é muito comum para quem deseja seguir essa linha. Quando conhece a Sabrina age como qualquer homem, mas quando os problemas começam ele mostra a sua essência, sua maturidade, e isso nos encanta. Ele dá espaço pra ela, deixa que ela tome as decisões no seu tempo, e é extremamente carinho e paciente.

Assim, os dois acabam construindo um verdadeiro laço de amizade e companheirismo, antes que o amor realmente surja. Esse foi outro ponto que me encantou na leitura. As coisas entre os dois vão acontecendo gradualmente, em seu devido tempo. Nada forçado, nada precipitado devido as emoções do momento tão delicado que os envolve.

A primeira parte do livro acontece paralelamente ao livro anterior, o Jogo, e com isso podemos entender algumas pontas soltas que houveram nele. A cena final de O Jogo, quando Tuck faz a sua revelação, e o ponto de partida para a nova fase da história.  A história de Tuck e Sabrina envolveu todos os amigos na conclusão da série. Uns de forma positiva, outros nem tanto. Achei as atitudes de Dean particularmente desnecessárias e egoístas, e a mãe do Tuck também não foi nada legal. Mas tirando isso, a história foi emocionante, e teve um final maravilhoso, digno dos 4 livros que acompanhamos até aqui. 

O ritmo desse livro é um pouco mais lento, mas como foi o último da série, achei que super válido, pois a autora teve o cuidado de dar um final para cada casal, e ainda mostrou o que aconteceu um pouquinho depois, quando todos seguiram com suas vidas. Para quem acompanhou a série até aqui, com toda certeza foi uma leitura muito especial.

Um comentário:

  1. Oi Ana, como vai?
    Eu gostei muito dos dois primeiros livros, e apesar de ter todos os livros aqui, ainda não consegui ler os livros 3 e 4. Adorei sua resenha, me deixou com muita vontade de retomar a leitura!
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!

Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
É blogueiro? Deixe o link do seu blog para que possamos visitar :)


Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger