[RESENHA]: A Mulher na Janela - A. J. Finn


Título: A Mulher na Janela 
Autor: A. J. Finn 
Páginas: 352
Ano de Publicação: 2018 
Editora: Arqueiro
Skoob: A Mulher na Janela   
Compre Aqui: A Mulher na Janela - Amazon (Comprando pelo link do blog eu ganho uma pequena comissão e você ajuda o blog e crescer!)  

Sinopse: “Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos. Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. "A mulher na janela" é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock."

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Hoje trago uma resenha especial, feita por uma amiga do grupo do Clube do livro BH! Ela leu A Mulher na Janela e amou, e só pela resenha já fiquei curiosa para ler esse livro também!   

"Não é paranoia se realmente está acontecendo."


A Mulher na Janela é um thriller psicológico que conta a história da Anna Fox, uma psicóloga aposentada que sofreu traumas relacionados a família e hoje sofre de agorafobia, ela não consegue sair para lugares abertos e por isso fica sempre dentro de casa, não consegue nem pisar no quintal. Sofre constantemente, toma vinho o tempo todo e tem como passatempo ficar na internet ajudando um grupo de apoio para pessoas com traumas, dando conselhos e jogando xadrez online. Mas o que ela mais gosta de fazer com seu tempo é ficar observando os vizinhos ao seu redor pela janela de sua casa. 

“Como médica, digo que o paciente precisa estar num ambiente que ele seja capaz de controlar. Essa é a minha avaliação clínica. Como paciente, digo que a agorafobia não veio para destruir minha vida: ela agora é a minha vida.” 

Certo dia, muda-se uma família para uma casa em frente à casa de Anna, e como é o modelo fotográfico de família perfeita com Pai, Mãe e Filho, ela fica obcecada pela família e começa a observá-los constantemente, e a perceber certos comportamentos que chamam a sua atenção no filho do casal. Certo dia, pela janela de sua casa, Anna vê uma cena brutal na sala dos vizinhos. Desesperada ela procura por ajuda e chama a polícia, mas eles investigam e não encontram nada de errado. E aí a paranoia de Anna começa: será que ela realmente viu algo, ou foi efeito do álcool e dos remédios? Ela imaginou coisas? O que realmente havia acontecido na casa? Afinal, ela podia confiar em si mesma ou não?  

“Bisbilhotar é como fotografar a natureza: a gente não interfere no que está vendo.” 

A história é contada em primeira pessoa, pela Anna, o que torna a narrativa muito interessante porque temos a visão de como ela não é uma narradora confiável. Os personagens secundários são bons e ajudam a desacreditar a protagonista ainda mais, o que mantém a dúvida sobre a realidade dos fatos ocorridos na casa até o fim do livro. O final do livro é um verdadeiro clímax, o autor conseguiu guardar a verdade até as últimas páginas, e isso nos deixa presos a leitura, que por sinal é muito rápida e fluída. 

A Mulher na Janela é um trhiller incrível, e que mesmo que no início a premissa lembre um pouco a da “A Garota No Trem”, é uma história com única, com potencial incrível e que logo será adaptada para os cinemas! 

"Se tem uma coisa que eu aprendi na minha experiência clínica com crianças e adolescentes é que eles são extraordinariamente resilientes. [...] São capazes de enfrentar situações nas quais os pais desabariam feito um castelo de cartas."  

Espero que tenham gostado, beijos e até mais!  

12 comentários:

  1. Oiii, tudo bem?
    Que resenha incrível, realmente fiquei bastante interessada por se tratar de um enredo tão viciante e até mesmo misterioso, gostei de saber a sua opinião e leria com maior afinco, dica anotada e ótima resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Também li esse livro e simplesmente amei, um dos melhores thrillers lido no ano passado. Como eu não li A Garota no Trem eu não posso comparar e esse final me deixou de queixo caído, nunca tinha imaginado. Agora aguardo o filme, quero muito ver.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Estou vendo muitos comentários positivos em relação a esta obra ultimamente, então estou bem curiosa para ler. Ainda não sabia que ia sair filme, tenho que ler logo o livro, haha. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. EU ganhei o livro recentemente mas ainda não li, porem sua resenha me deixou bem curiosa, não é uma leitura que me atraia muito mas eu quero tentar expandir os meios de leitura, parabéns e que bom que gostou da leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu sou super curiosa para ler A mulher na janela, o leitor deve mesmo ficar tenso até o final para descobrir a verdade sobre o que a personagem viu, ainda mais por ela ser uma narradora não confiável.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oiii Ana

    Eu gosto muito de thrillers narrados na primeira pessoa, acho que o leitor se envolve mais com a história. Esse livro me lembra outros livros que li e gostei, por isso gostaria de dar uma oportunidade a essa leitura assim que surgir um tempinho.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Amo o gênero e ainda não consegui ler este livro mas quero muito! Sua resenha me deixou ainda mais curiosa para ler este livro já que só leio criticas super positivas a ele. Gosto de livros aonde o narrador não é confiável, porque faz a gente se encher de teoria haha.
    beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Estou louca para ler esse livro porque adorei a capa que combina com o título e por ser um suspense que é meu gênero favorito e tenho certeza que ela não estava com nenhuma paranoia.
    Vou comprar com meu primeiro salário. *_*

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!!

    Nossa, tive a oportunidade de ler esse livro no ano passado e minha nossa... me lembro que não consegui larga-lo até chegar no final do mesmo e Céus, eu surtei com o final dessa obra que jamais imaginei!!

    beijão

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Lendo a premissa, também vi um pouco de "A garota no trem", mas pela sua opinião, acho que a história desse livro acaba criando o seu próprio caminho. Tenho esse livro em ebook e espero ler em breve para conhecer mais.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Ainda não tive oportunidade de ler a obra pois ela sai um pouco da minha zona de conforto, porém já vi diversos comentários positivos sobre. Quem sabe eu leia?! Gosto de histórias que tem potencial, e não sabia que ele iria virar filme :O Adorei e dica anotada!
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. A Mulher na Janela é um mega livro que surpreende e causa diversas emoções, leitura fundamental para quem aprecia o estilo e para aqueles que querem conhecer. uma leitura rápida, como você mesma diz, que fica ecoando em nossa cabeça por dias.

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!

Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
É blogueiro? Deixe o link do seu blog para que possamos visitar :)


Equipe Entre Páginas

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger