[RESENHA]: A Torre do Amor - Eloisa James

em 25/01/2019



Título: A Torre do Amor (Contos de Fadas #04)
Autor: Eloisa James
Páginas: 352
Ano de Lançamento:  2018
Editora: Arqueiro
Compre na Amazon: A Torre do Amor

Sinopse: “Quando Gowan, o magnífico duque de Kinross, decide se casar, seu plano é escolher uma jovem adequada e negociar o noivado com o pai dela. Ao conhecer Edie no baile de apresentação dela à sociedade, ele acredita que, além de linda, ela também seja a dama serena que ele procura e imediatamente pede sua mão. Na verdade, o temperamento de Edie é o oposto da serenidade. No baile, ela estava com uma febre tão alta que mal falou e não conseguiu prestar atenção em nada, nem mesmo no famoso duque de Kinross. Ao saber que seu pai aceitou o pedido do duque, ela entra em pânico. E quando a noite de núpcias não é tudo o que podia ser... Mas a incapacidade de Edie de continuar escondendo seus sentimentos faz com que o casamento deles se desintegre e com que ela se recolha à torre do castelo, trancando Gowan do lado de fora. Agora o poderoso duque está diante do maior desafio de sua vida. Nem a ordem nem a razão funcionam com sua geniosa esposa. Como ele conseguirá convencê-la a lhe entregar as chaves não só da torre, mas também do próprio coração?”

Eis aqui uma resenha bem atrasada, devido a um enorme bloqueio pelo qual passei recentemente. Acontece com todo mundo, não é? Enjoei do meu tipo de publicação e da forma como estava produzindo o conteúdo, mas estou me encontrando aos poucos e por fim recuperando a vontade de escrever! Oh glória!


Pois bem, voltado a resenha, hoje falarei um pouquinho sobre “A Torre do Amor”, livro da autora Eloisa James, publicado no Brasil pela Editora Arqueiro. O livro é o 4 da série “Contos de Fadas”, e já fiz resenha dos anteriores aqui no blog: Quando a BelaDomou a Fera (Releitura de A bela e a fera), Um Beijo a Meia-Noite (releitura de cinderela), e A Duquesa Feia (releitura de O Patinho Feio).

A Torre do Amor é uma releitura de Rapunzel, e aqui também temos uma donzela presa em uma torre. Só que nessa história, a princesa se fechou lá de proposito, e quer manter o príncipe bem longe de lá! Essa não foi a única coisa inusitada na história, mas apesar de a proposta ser bem legal, não consegui gostar tanto do livro quanto dos anteriores...


A sinopse já explica bem sobre o que se trata o livro. Mas uma coisa que achei interessante em ressaltar, é que diferente de alguns romances de época, os pais de Edie deram a moça a liberdade de esperar se sentir pronta para se apresentar a sociedade, e ela realmente não tinha pressa de se casar, e nem via problema em se tornar uma solteirona, desde que tivesse a música como companhia.  

Mas, sua madrasta, uma romântica incorrigível e conhece bem o gênio impetuoso da enteada, aproveitou uma febre mal curada e um leve estado de torpor de Edie para apresentá-la a sociedade no baile, e o que todos viram foi uma moça, leve, calada, sorridente, sem imaginar a febre e “lerdeza” por trás de tudo isso. Edie não ficou muito brava com a atitude da madrasta, mas quando descobriu que saiu de lá praticamente noiva, de um escocês do qual nem se lembrava do rosto, as coisas ficaram um pouquinho diferentes...  


Para a sorte dela Gowan não era tão ruim quanto ela imaginou! Bonito, decidido e de sangue bem quente se posso dizer, ela acabou gostando das atenções ousadas que recebia do futuro noivo, tanto que decidiram por um noivado bem curto, e pular logo para a noite de núpcias... Mas aí começaram os problemas, pois infelizmente a noite mais esperada não foi aquela maravilha, e com isso os problemas começaram a surgir.  

Diferente de algumas histórias, esse foi um romance rápido e explosivo, com personagem apaixonados um pelo o outro e dispostos a fazer a relação dar certo. O que complicou foi a falta de diálogo, e o medo de que expressar o que se sentia pudesse estragar o casamento, quando na verdade é justamente não se expressar que complica as coisas.  


Edie é uma das mocinhas mais “pra frente” que eu já vi nos livros, cheia de atitude, ousada e decidida. Ela sabe bem o que quer, não deixa que nada fique entre ela e seus objetivos. Achei muito lindo o seu relacionamento com a madrasta, cheio de amizade e cumplicidade, e seus momentos tocando junto ao seu pai, são emocionantes. Eu entendi seu relacionamento com a música, mas não aceitei muito bem. Claro que ela não devia parar de tocar, devia fazer o que gosta, mas acho que relacionamento tem a ver com ceder as vezes, e a sua falta de disposição nesse sentido, a necessidade de impor a música como prioridade na sua vida e na de quem estivesse por perto, me incomodou um pouquinho...

Não vou revelar aqui a questão problema do livro, mas acredito que ela teria se resolvido muito fácil se a Edie tivesse falado o que estava acontecendo. Diálogo é outra coisa fundamental em relacionamentos, mas está sempre em falta nos romances de época não é? Geralmente eu compreendo, mas dessa vez achei que não era necessário tanto segredo, podiam ter sentado, conversado e resolvido, enfim...

Falando sobre Gowan, eu tive um pouquinho de dificuldade com ele. Estou acostumada com cavalheiros ingleses, apaixonados e fora do padrão, e quando me deparei com esse Escocês, de modos um pouco brutos, necessidade de se impor e personalidade bem forte, me assustei! Achei algumas de suas atitudes bem machistas, e precisava ficar me lembrando o tempo todo “Romance de época, época, é comum..”. Passei alguns momentos de raiva viu?

Agora, preciso comentar que o casal Pai/Madrasta da Edie me conquistou muito mais que nossos protagonistas! Achei interessante a história do casamento deles, a insegurança e devoção ao marido da madrasta, o ciúme do marido (que mais me parecia um medo enorme de perder o que tinha) e por fim a conclusão dos problemas dos dois. Foi uma história paralela maravilhosa, que mexeu muito com o meu emocional!

Apesar disso, não sei dizer exatamente porque esse livro não me fez cair de amores como os anteriores da série. Talvez seja porque não me apaixonei por nenhum dos personagens principais, ou porque não achei a questão problema do romance algo tão sério assim... O fato é que eu esperava mais do livro, e esse mais não veio. Não me decepcionei de forma alguma, e nem foi uma leitura ruim, apenas não foi exatamente o que eu esperava, levando em consideração as excelentes leituras que fiz nos livros anteriores.

“Era o rosto de um guerreiro, com um queixo marcante, de traços rudes, nada delicado. Por outro lado, os olhos eram impressionantes. Não havia emoção educada neles: apenas possessividade ardente.”

Com certeza vou continuar acompanhando essa série maravilhosa, e logo trago a resenha de mais um livro de para vocês!
Beijos!

19 comentários:

  1. Oiee!

    Não conhecia a série nem a autora, mas eu AMEI esses livros! Amei esse 4º, mas fui procurar os anteriores e gostei também. Sou muito fã desses romances históricos, com certeza vou querer ler esses da Eloisa.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thai. Essa série foi meu primeiro contato com a escrita da Eloisa, e recomendo muito! Beijos!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Já conhecia os livros anteriores da série, mas ainda não sabia deste. É uma pena que essa obra não tenha te encantado como as outras, é bem ruim quando isso acontece. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Larissa!
      Pois é, infelizmente não foi tão amor quanto as outras, mas ainda amo a série num todo e pretendo ler o próximo livro!
      Beijos!

      Excluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Que postagem maravilhosa, menina, eu realmente não conhecia essa obra e sei que adoraria realizar a leitura, dica anotada e que pena que a obra não tenha a encantado tanto.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! Fico feliz que tenha gostado! Leia sim, e depois me diga o que achou!
      Beijos!

      Excluir
  4. Sobre seu bloqueio e não estar satisfeita com o estilo das coisas do blog, descansa... todo mundo passa por isso mesmo!! hahahaa
    Que bom que está conseguindo superar.
    Sobre a resenha, eu não sou muito de romances, nem romance de época. Mas, li alguma coisa da Brontë e da Austen. O que li, gostei. Achei interessante você ressaltar sobre a maneira como os pais da Edie agiam diferentemente da grande maioria dos pais das moças daquela época.
    Parabéns por estar de volta à ativa. Até mais. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Eu já preciso ler logo algo da Jane Austen, mas da Brontë li Jane Eyre há muitos anos atrás... Obrigada pelo carinho! <3

      Excluir
  5. Oiii!

    Realmente ler alguns romances de época acaba sendo muito ruim por causa do machismo e de bobagenzinhas que poderiam ser resolvidas de maneira fácil. Faz um tempinho que não leio um romance de época e até gosto bastante, mas me falta tempo para pegar um romance novo.
    Nunca li nada da Eloisa, mas tenho um livro dela aqui. Quem sabe eu não vou dar uma chance!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      A escrita da Eloisa é muito boa sabe, mas infelizmente esse livro não funcionou muito bem pra mim! Comece por outros livros dela, e tem vários ótimos!
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá,
    Histórias aonde o problema maior é a falta de dialogo me irrita um pouco, como se não tivesse mais história ou algo do tipo. O que é uma pena, já que a personagem parece ser ótima.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Debyh! Exatamente, acho que a história poderia ter se desenvolvido de várias formas sem apelar para problemas de diálogo :/ Mas apesar disso a história é boa!
      Beijos!

      Excluir
  7. Ola!!

    Gente, eu estou louca para ler essa série! Estou meio saturada de romances de época, porem, amo releituras de contos de fadas. Entende a minha necessidade? haha
    Adorei a sua resenha principalmente por conta da sua sinceridade... toda série tem um livro que não é tudo aquilo, infelizmente... terão outros livros dessa série? Ja quero! kkk

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Li os demais livros desta série e admito que gostei mesmo só do primeiro.
    Os outros começaram a não me prender às páginas, parecendo mesmo só mais uma história.
    Mas este último eu ainda não li e sua resenha me deu motivos para deixar essa leitura para depois hehehe

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler muitos romances de época, sabe? Mas eu li um livro dessa autora e gostei muito, por isso fiquei animada com essa sua dica. Essa história tem uma premissa bacana e eu gosto da hsitória de Rapunzel, por isso fiquei animada com a releitura e a protagonista parece ser bem cativante. Enfim, gostei bastante de conferir sua resenha.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro, mas a verdade e que nao fiquei muito interessado, dado o genero literario. Mas pode ser que venhas a fazer a leitura...

    ENfim, que otimo que gostaste, mesmo que nao tanto quanto outros da autora. Ainda bem que as persoangens secundarias sao interessantes e ate mais cativantes que os principais!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    Gosto muito de romances de época e históricos, não sou muito fã de releituras, fico sempre com pé atrás, e confesso que a muito tempo vejo os livros dessa série por aí, mas eles não conseguem chamar a minha atenção. o.o

    Eu acho que é o nome da autora, que me remete a outra, não sei explicar...

    Enfim, que bom que você tirou proveito da leitura.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Olá

    Estou retomando a leitura dos livros de romance de época neste ano porque em 2018 li quase nada do gênero e é um dos meus favoritos.
    Essa série da Eloisa desperta muito minha curiosidade devido a ser releitura de contos de fadas e esse especificamente por ter uma personagem forte e destemida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Já ouvi falar muito bem dessa série, e particularmente acho as capas lindas!
    Nunca li um romance de época, mas tenho alguns na estante esperando para serem lidos
    Adorei sua resenha, e espero conseguir ler a obra em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pela visita!

Gostou da postagem? Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!
É blogueiro? Deixe o link do seu blog para que possamos visitar :)

© Entre Páginas | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo